Apostando na base, Santos visita o Santo André em sua estreia no Paulistão 2021

Ainda comandado por Marcelo Fernandes, time vai jogar com equipe alternativa

Em grave crise financeira e ainda sem poder registrar reforços, o Santos vai iniciar a temporada 2021 ampliando a aposta que deverá ser a tônica do ano: os garotos da base. Com 19 desfalques, restará ao interino Marcelo Fernandes escalá-los diante do Santo André, às 19 horas neste domingo (28), no Canindé, pela primeira rodada do Campeonato Paulista. O jogo servirá para observações do técnico recém-contratado Ariel Holan.

Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!

Apesar das turbulências fora do campo, o Santos terminou a última temporada com um saldo positivo: foi finalista da Copa Libertadores e disputará o torneio novamente após ser o oitavo colocado no Brasileirão. 

O desafio, agora, está em ser novamente competitivo em um cenário de corte de gastos, ampliação da aposta nos jovens e sem previsão de chegada de reforços, mesmo após a saída do zagueiro Lucas Veríssimo e do volante Diego Pituca, negociados com clubes do exterior.

Os testes para a temporada já começaram na última quinta-feira, quando com só dois titulares – João Paulo e Sandry – e nove jogadores formados na base, o Santos perdeu para o Bahia por 2 a 0, na Fonte Nova. Foi derrotado, mas ao menos dois jovens chamaram a atenção: Vinícius Balieiro, no meio-campo, e Ângelo, de apenas 16 anos, no ataque. 

São algumas das esperança do Santos de renovar o seu time titular com jovens das divisões de base, como aconteceu em 2020, com João Paulo, Sandry, Lucas Braga e Kaio Jorge conquistando espaço e terminando a temporada como titulares.

“São garotos de personalidade. Isso é muito bom para o clube, que passa por momento muito sério financeiro. Essa molecada tem futuro brilhante. Valem ouro. O Santos está bem servido. O Ariel vai ter um grande grupo na mão para trabalhar. Está sendo tudo programado. Logicamente, ele vai usar”, disse Marcelo Fernandes.

Mais testes

Os testes serão reforçados contra o Santo André porque os goleiros João Paulo e John, o zagueiro Luiz Felipe e o volante Sandry também ganharam descanso após o fim da temporada. E ampliam a lista de desfalques Pará, Luan Peres, Felipe Jonatan, Alison, Lucas Braga e Soteldo, também em recesso, Marinho contraiu o novo coronavírus, Laércio, Madson, Kaio Jorge, Jobson, Carlos Sánchez e Raniel estão lesionados e Marcos Leonardo e Renyer treinam com a seleção brasileira sub-18.

O jogo com o Santo André será, assim, um teste para vários suplentes, com Holan avaliando quais poderá aproveitar na sua passagem pelo Santos. Um cenário que deverá se repetir no confronto da segunda rodada, com a Ferroviária, na quarta-feira, na Vila Belmiro.

Os titulares só deverão estar de volta no confronto seguinte, com o São Paulo, em 6 de março, quando Holan já deverá estar no banco de reservas. É o duelo que vai anteceder a estreia do Santos na Libertadores, dia 9, contra o Deportivo Lara, em casa.

Santo André
Fernando Henrique; Marcos Martins, Rodrigo, Douglas e Giovanni; Vitinho Schimith (Paulo Roberto), Marino e Gegê; Minho, Rone e Tiago Marques. Técnico: Paulo Roberto Santos

Santos
Vladimir; Fernando Pileggi, Wellington Tim, Alex e Wagner Palha; Vinícius Balieiro, Ivonei e Jean Mota; Ângelo, Bruno Marques e Arthur Gomes. Técnico: Marcelo Fernandes.

Árbitro: Douglas Marques das Flores. Horário: 19 horas. Local: Estádio do Canindé, em São Paulo.

Tudo sobre: