EDIÇÃO DIGITAL

Sexta-feira

19 de Julho de 2019

Apesar de satisfeito, Sampaoli ainda cobra reforços

Vitórias e as vistosas apresentações no Paulista não iludem o treinador, que insiste em cobrar reforços da diretoria

Após a goleada do Santos por 4 a 1 sobre o Bragantino, em Bragança Paulista, na última quinta-feira (31), o técnico Jorge Sampaoli revelou estar feliz com o futebol apresentado pelo Peixe neste começo de temporada. Porém, as vitórias e as vistosas apresentações no Campeonato Paulista não iludem o treinador, que insiste em cobrar reforços da diretoria. 

Sampaoli entende que, para disputar títulos em condições de igualdade com os principais concorrentes, o Santos precisa de algumas contratações que cheguem para jogar e outras para compor o elenco. Além disso, o presidente José Carlos Peres já admitiu que procura por um lateral-esquerdo, um armador e um atacante. “Mas com pouco dinheiro é difícil contratar”, lamenta.

De acordo com informações obtidas por A Tribuna On-line, Sampaoli, apesar da dedicação da equipe nos treinamentos e nas partidas, entende que sem novos jogadores o atual elenco santista não terá fôlego para manter, até o final da temporada, a intensidade e o comprometimento tático dos quatro primeiros compromissos oficiais do ano.

Isso, no entanto, não significa que o treinador argentino pense em sair. Em uma de suas primeiras coletivas como técnico do Santos, depois do empate em 1 a 1 contra o Corinthians, em amistoso realizado na Arena Corinthians, no mês passado, o próprio Sampaoli afirmou que ele, enquanto treinador, “nunca estará satisfeito”, deixando claro que irá cobrar a direção por melhorias o tempo todo. 

E essa forma de trabalhar do técnico já foi compreendida pela diretoria. Os dirigentes sabem que manter a cúpula alvinegra sob pressão por contratações faz parte da filosofia do inquieto Sampaoli.