EDIÇÃO DIGITAL

Sábado

15 de Agosto de 2020

Após eliminação no Brasileiro Feminino, Emily Lima pede demissão do Santos

Técnica fez um pronunciamento, via redes sociais, e disse que deixa clube de cabeça erguida

O ciclo de Emily Lima à frente das Sereias da Vila terminou nesta terça-feira (3). A técnica anunciou, nas redes sociais, que pediu do Santos Futebol Clube após a eliminação no Campeonato Brasileiro Feminino, nos pênaltis, para a Ferroviária.

A ex-comandante disse que foram quase dois anos de grande aprendizado e que deixa o clube de cabeça erguida "sabendo que fiz tudo o que estava em meu alcance para proporcionar a essas guerreiras a possibilidade de colocar em campo o sonho de serem jogadoras no país do futebol".

"Cada noite de sono mal dormida, folga planejando o jogo seguinte, tempo longe da minha família valeram a pena em cada 'obrigado' que recebi dessas garotas espetaculares. Tenho de destacar, também, torcida santista que sempre fez questão de nos apoiar e esteve ao nosso lado durante esta caminhada", escreveu Emily.

A treinadora destacou que seguirá na torcida pelas Sereias, mas que agora possui outros objetivos na carreira.

"É hora de tirar do papel projetos que, tenho certeza, vão agregar muito para mim e muitas outras mulheres que compartilham do mesmo sonho que tive quando dei meus primeiros chutes em uma bola. Muita coisa boa está por vir!", finalizou Emily Lima.

O Santos ainda não comunicou oficialmente a saída da técnica das Sereias da Vila.

Pelo Peixe, Emily foi campeã do Campeonato Paulista de Futebol Feminino de 2018 e vice-campeã da Copa Libertadores da América de Futebol Feminino no mesmo ano.

Desgaste com o presidente

Recentemente, Emily Lima teve um desentendimento com o presidente do Alvinegro, José Carlos Peres. Em julho, ela publicou um vídeo mostrando a delegação santista dormindo em um saguão de hotel em Manaus, onde o Santos encararia o Iranduba, pelo Brasileirão.

"Esta é a organização do nosso futebol para mulheres no Brasil. Saímos às três horas da tarde de Santos, e a senhora CBF e a senhora Pallas, que é a empresa que faz nossa logística de viagem, não tinham voo para amanhã, mandaram a gente em um voo hoje, picado, com escala em Brasília. E nós chegamos em Manaus e não tem vaga no hotel, então vamos ter que dormir na recepção", relatou a técnica.

"Este é o respeito que as pessoas têm com o futebol feminino no Brasil. Ainda tenho que tomar cuidado com o que que eu falo porque 'a Emily cobra demais', 'a Emily é isso', 'a Emily é aquilo', mas esta é a realidade do futebol brasileiro para mulheres", completou a comandante.

No mês seguinte, José Carlos Peres repreendeu a técnica em um vídeo públicado pelo clube. Na gravação, o mandatário do Peixe pediu que a treinadora das Sereias da Vila não expusesse mais os problemas internos pelos quais o time passa.

"Isso tem que ser tratado de forma pontual dentro da direção, e não extrapolar para a mídia e causar toda essa polêmica que foi causada", falou o presidente do Santos. "Vamos discutir o problema internamente para que isso não vire uma polêmica desnecessária. Tudo tem uma solução. Basta a gente procurar a solução e envolver todas as partes em relação a que possa ajudar o futebol feminino", complementou.

Confira a íntegra do comunicado de Emiy Lima:

Chegou ao fim na noite desta terça-feira a minha passagem pelo Santos FC. Foram quase dois anos de grande aprendizado profissional e, principalmente, pessoal. Deixo o clube de cabeça erguida sabendo que fiz tudo o que estava em meu alcance para proporcionar a essas guerreiras a possibilidade de colocar em campo o sonho de serem jogadoras no país do futebol. Cada noite de sono mal dormida, folga planejando o jogo seguinte, tempo longe da minha família valeram a pena em cada "obrigado" que recebi dessas garotas espetaculares. Tenho de destacar, também, torcida santista que sempre fez questão de nos apoiar e esteve ao nosso lado durante esta caminhada.

Infelizmente as coisas não saíram como o planejado, foram muitos percalços durante todo esse período, mas tenho certeza de que fiz tudo possível para alcançar nossos objetivos.

Estarei na torcida por vocês. Obrigado, meninas. Obrigado, Santos FC.

Agora é hora de tirar do papel projetos que, tenho certeza, vão agregar muito para mim e muitas outras mulheres que compartilham do mesmo sonho que tive quando dei meus primeiros chutes em uma bola. Muita coisa boa está por vir!

Tudo sobre: