Renato Rezende avança às semis do BMX em Tóquio; Priscilla Carnaval é eliminada

Brasileiro, de 30 anos, garantiu classificação ao ficar com o terceiro lugar de sua bateria

Por: Estadão Conteúdo  -  29/07/21  -  02:30
 A semifinais serão disputadas nesta quinta-feira (29), assim como a decisão das medalhas
A semifinais serão disputadas nesta quinta-feira (29), assim como a decisão das medalhas   Foto: Wander Roberto/COB

As semifinais do ciclismo BMX nos Jogos de Tóquio terão um representante brasileiro na disputa masculina. Renato Rezende, de 30 anos, garantiu a classificação ao ficar com o terceiro lugar de sua bateria nas quartas de final, disputadas na noite desta quarta-feira (28), horário de Brasília. A representante feminina, Priscilla Carnaval, não conseguiu avançar.


Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!


Nessa etapa do BMX, os competidores são divididos em quatro baterias, com três corridas em cada uma delas, e os quatro primeiros colocados avançam. Renato Rezende foi bem logo de início e terminou a primeira corrida em terceiro lugar, atrás dos holandeses Twan Van Gendt e Niek Kimmann, que revezaram nas dobradinhas de primeiro e segundo durante toda a prova.


Depois disso, Renato ficou em quarto na segunda corrida e em terceiro na última, fechando a disputa na terceira colocação da classificação geral, garantido nas semifinais. Presente nos Jogos Olímpicos de Londres, em 2012, e do Rio de Janeiro, em 2016, o ciclista jamais havia conseguido passar das quartas de final.


A semifinais serão disputadas nesta quinta-feira (29), assim como a decisão das medalhas, e as corridas começam às 22 horas, horário de Brasília (10 horas de sexta no Japão). Em busca da primeira medalha olímpica, Renato já foi bronze dos Jogos Sul-Americanos de Medellin (2010), campeão mundial Elite Cruiser (2010), Ouro BMX e Prata Trial nos Jogos Sul-Americanos de Santiago (2014) e bicampeão pan-americano (2014 e 2015).


Já a tetracampeã brasileira Priscilla Carnaval, de 27 anos, não conseguiu repetir o feito dos Jogos do Rio, em 2016, quando avançou às semifinais. A brasileira terminou todas as corridas de sua bateria na sexta colocação e, portanto, terminou em sexto lugar na classificação geral. Assim, acabou eliminada.


Logo A Tribuna
Newsletter