EDIÇÃO DIGITAL

Sexta-feira

20 de Setembro de 2019

Schumacher é transferido para hospital de Paris para passar por 'tratamento secreto'

O heptacampeão da Fórmula 1 será tratado com células-tronco. A terapia dá esperança sobre o estado de saúde do alemão

Um acidente enquanto esquiava, em 2013, quase tirou a vida do heptacampeão da Fórmula 1 Michael Schumacher. Desde então, não se sabe com detalhes sobre o estado de saúde do ex-piloto de automobilismo, que ficou em coma induzido após passar por duas cirurgias. Nesta segunda-feira (9), o jornal italiano Gazzetta dello Sport traz, em sua edição, que 'Schimi' foi transferido para um hospital de Paris e passará por um 'tratamento secreto'.

De acordo com o veículo, o alemão chegou à unidade cardiológica do hospital Georges Pompidou, na capital francesa, nesta segunda, em uma ambulância, acompanhado de mais de dez profissionais, incluindo médicos e enfermeiros, vindo de Genebra, na Suíça.

Ainda que não haja maiores informações sobre o tratamento pelo qual Schumacher passará em Paris, a Gazzetta dello Sport afirma que sua base será a transfusão de células-tronco no organismo para obter uma ação "anti-inflamatória sistêmica". O médico encarregado do caso é Philippe Menasché, famoso cirurgião cardíaco e 
pioneiro da terapia celular no tratamento da insuficiência cardíaca.

O tratamento foi iniciado nesta terça-feira (10) e Schumacher pode deixar o hospital parisiense já nesta quarta (11). A pedido da família, o estado de saúde do ex-piloto, que sofreu um trauma na cabeça enquanto praticava esqui nos Alpes Franceses, há quase seis anos, permanece em sigilo.