Pérez volta à Fórmula 1 no GP da Espanha após dar negativo para coronavírus

Mexicano foi substituído por Nico Hulkenberg nas provas anteriores

Sergio Pérez disputará o GP da Espanha neste fim de semana após testar negativo para o coronavírus. Nesta quinta-feira, a Federação Internacional de Automobilismo (FIA) confirmou que o mexicano está liberado para retornar ao paddock para a corrida em Montemeló, nos arredores de Barcelona.

Pérez foi submetido a exames na última quarta-feira, com o resultado negativo tendo saído nesta quinta, como explicou a Racing Point. "A FIA confirmou que 'Checo' pode retornar ao paddock da F1 e competir pela equipe no GP da Espanha neste fim de semana", disse a equipe.

O piloto da Racing Point testou positivo em 30 de junho, sendo colocado em quarentena. Por isso, ficou fora das duas últimas corridas em Silverstone, os GPs da Inglaterra e do 70º Aniversário, depois de contrair o vírus em uma visita à sua família no México no mês passado. Ele viajou em um voo fretado para ver sua mãe no hospital.

"Eu definitivamente senti falta das corridas e foi difícil assistir de fora", disse Pérez. "Tenho muita sorte de ter apenas sintomas leves, então tive condições de continuar treinando e ter a certeza de que estou pronto para voltar ao volante do carro", acrescentou.

Nas provas anteriores, Pérez foi substituído pelo alemão Nico Hulkenberg. Nenhum outro piloto testou positivo para covid-19 após as cinco primeiras corridas da temporada 2020 da Fórmula 1. O mexicano somou 22 pontos nas provas que disputou, ocupando o oitavo lugar no Mundial de Pilotos.

As atividades do GP da Espanha se iniciam nesta quinta-feira, com a disputa de dois treinos livres, sendo o primeiro às 6 horas (de Brasília). A prova no Circuito da Catalunha está agendada para domingo, com largada às 10h10.

Tudo sobre: