EDIÇÃO DIGITAL

Segunda-feira

9 de Dezembro de 2019

Fernando Santos convoca Portugal e critica acusação de racismo a Bernardo Silva

A seleção portuguesa enfrentará Luxemburgo e a Ucrânia pelas Eliminatórias da Eurocopa de 2020

O técnico Fernando Santos anunciou nesta quinta-feira uma lista de 25 jogadores convocados para defender a seleção portuguesa nos jogos contra Luxemburgo, no próximo dia 11, em Lisboa, e Ucrânia, no dia 14, em Kiev, pelas Eliminatórias da Eurocopa de 2020.

Cristiano Ronaldo, da Juventus, foi confirmado neste grupo de atletas chamados, assim como o meia Bernardo Silva, que acabou sendo defendido pelo treinador quando o comandante foi questionado, em entrevista coletiva, sobre a acusação de racismo que o jogador do Manchester City está enfrentando e motivou um processo disciplinar aberto pela Associação de Futebol da Inglaterra (FA, na sigla em inglês) na última quarta.

O atleta foi indiciado pela entidade por causa de uma postagem que fez no Twitter, no dia 22 de setembro, em que brinca com o próprio companheiro de clube Benjamin Mendy. Na publicação na rede social, ele divulgou uma foto do lateral francês, que é negro, enquanto o mesmo ainda era uma criança e ao lado da imagem exibiu um desenho que aparece nos pacotes de uma marca de chocolate na Espanha, chamada Conguitos. No mesmo post o meio-campista escreveu em inglês a frase "Guess Who (Adivinha quem é)?" e à frente da pergunta colocou dois emojis de carinhas dando risada.

Ao comentar esta polêmica, Fernando Santos criticou a acusação feita contra Bernardo Silva de forma categórica, assim como o processo aberto pela Associação de Futebol da Inglaterra, que justificou o processo contra o atleta com a seguinte explicação: "Alega-se que a ação do jogador do Manchester City viola a regra E3(1) da FA e foi ofensiva e/ou imprópria e/ou prejudica o jogo. Ainda alega-se que a ação constitui uma 'violação grave', que é definida na regra E3(2) da FA, uma vez que inclui referência, expressa ou implícita, à raça e/ou cor e/ou origem étnica".

"Tinha que fazer uma análise muito profunda socialmente, mas não vou dizer o que penso. Quero só dizer que é um absurdo completo. O Bernardo é dos jovens com melhor caráter humano e pessoal. Só pode ser um absurdo, não faz sentido, ele não merece isto", ressaltou o treinador da seleção portuguesa.

Meio-campista, Bernardo Silva foi listado como atacante na convocação divulgada pelo técnico para os dois próximos jogos de Portugal nas Eliminatórias da Euro, nas quais os atuais campeões europeus somam duas vitórias e dois empates em quatro partidas disputadas e ocupam a vice-liderança do Grupo B, com oito pontos, cinco atrás da líder Ucrânia.

Ao projetar estes dois duelos, Fernando Santos elogiou a qualidade dos rivais e destacou: "O jogo mais complicado é o contra Luxemburgo. Não por ser o primeiro, mas é uma dupla jornada com grau de dificuldade muito elevado. Se olhar para o comportamento dos adversários, esta jornada é mais difícil do que a anterior. São duas equipes, em termos de jogo, de estratégia, que apresentam mais qualidade em termos globais, não em termos de nome, que não conta para o Totobola (jogo de apostas existente em Portugal). São duas equipas globalmente mais fortes".

Já ao comentar sobre as escolhas de sua convocação, o treinador disse que a "única grande novidade" da mesma foi a presença do defensor Rúben Semedo, jogador do Olympiacos, da Grécia. O goleiro José Sá, também atleta do clube grego, foi outro nome desta lista de 25 nomes, que trouxe como um dos principais atrativos, além de Cristiano Ronaldo, o atacante João Félix, do Atlético de Madrid.

Confira a lista de convocados da seleção portuguesa:

Goleiros - Beto (Goztepe), José Sá (Olympiacos) e Rui Patrício (Wolverhampton).

Defensores - Ricardo Pereira (Leicester), Nélson Semedo (Barcelona), José Fonte (Lille), Pepe (Porto), Rúben Dias (Benfica), Rúben Semedo (Olympiacos), Raphael Guerreiro (Borussia Dortmund) e Mário Rui (Napoli).

Meio-campistas - Danilo Pereira (Porto), Rúben Neves (Wolverhampton), William Carvalho (Betis), Bruno Fernandes (Sporting), João Mário (Lokomotiv Moscou), João Moutinho (Wolverhampton) e Pizzi (Benfica).

Atacantes - Bernardo Silva (Manchester City), Bruma (PSV Eindhoven), Gonçalo Guedes (Valencia), Rafa Silva (Benfica), André Silva (Eintracht Frankfurt), Cristiano Ronaldo (Juventus) e João Félix (Atlético Madrid).

Tudo sobre: