EDIÇÃO DIGITAL

Quinta-feira

6 de Agosto de 2020

Catar inaugura 3º estádio da Copa de 2022 e espera que pandemia não atrase obras

Education City Stadium foi o segundo construído do zero

Com pouco menos de dois anos e meio para o início da Copa do Mundo de 2022, o Catar já tem três de seus oito estádios com as obras concluídas. O último a ficar pronto foi o Education City Stadium, que está localizado na cidade de Al Rayyan, a oeste da capital Doha, e tem capacidade para 40 mil torcedores. Ele é o segundo que foi construído do zero e teve a sua inauguração oficial nesta segunda-feira.

O término dos serviços na arena foi comemorado com uma programação para celebrar a contribuição dos operários durante a pandemia do novo coronavírus. As autoridades sanitárias do Catar informaram recentemente que cinco casos positivos da Covid-19 haviam sido registrados em três canteiros de obras de estádios da Copa do Mundo de 2022.

"Hoje (segunda-feira) prestamos uma homenagem muito especial àqueles que sofreram, lutaram e ainda estão lutando contra a pandemia da covid-19 e nos dando um exemplo notável de resiliência durante um momento tão difícil", disse o suíço Gianni Infantino, presidente da Fifa, em um vídeo gravado para o evento. Até o momento, o país do Oriente Médio registrou 76 mortes em um total de quase 81 mil casos positivos.

O Education City tinha uma previsão inicial de estar concluído em meados de dezembro de 2019 e seria utilizado pela primeira vez na semifinal do Mundial de Clubes da Fifa entre Liverpool e Monterrey, do México. Mas por conta do atraso no processo de certificação e da não realização de eventos-teste, a Fifa decidiu mudar o local da partida.

Satisfeito com o andamento das obras para a Copa do Mundo, o governo do Catar já havia promovido a reforma do estádio Internacional Khalifa, em 2017, e a inauguração do estádio Al Janoub, no ano passado. Outras cinco arenas ainda estão sendo construídas para a competição que será realizada entre os dias 21 de novembro e 18 de dezembro de 2022.

O Catar vive um dilema nestes tempos de pandemia do novo coronavírus. O país do Oriente Médio teve de paralisar as suas atividades por conta da covid-19 e entre elas estão as obras dos estádios. Para acalmar a todos, as autoridades garantem que tudo ficará pronto a tempo e não será preciso adiar o evento como aconteceu com os Jogos Olímpicos de Tóquio e a Eurocopa.

"Até 2022, estou otimista de que superaremos essa pandemia", comentou o secretário-geral Hassan Al Thawadi, em uma entrevista recente. "Será uma das primeiras oportunidades para todos celebrarmos juntos, nos envolvermos, reunir pessoas".

Tudo sobre: