Carrasco do Brasil na Copa de 82, Paolo Rossi morre aos 64 anos

Ele fez três gols no Brasil jogando pela Itália, que acabou campeã do mundo na Espanha

Morreu nesta quarta-feira (9) o ex-jogador da seleção italiana Paolo Rossi, carrasco da seleção brasileira na Copa do Mundo da Espanha, em 1982. O jogador tinha 64 anos. Nascido na cidade de Prato, em Florença, ele deixa a mulher, Federica, e os três filhos: Sofia Elena, Maria Vittoria e Alessandro. As informações foram divulgadas pela imprensa italiana. O jornal Gazzetta dello Sport aponta como causa da morte um câncer no pulmão, descoberto há pouco tempo.

Clique e Assine A Tribuna por R$ 1,90 e ganhe acesso ao Portal, GloboPlay grátis e descontos em lojas, restaurantes e serviços!

Paolo Rossi foi o autor dos três gols da Itália na vitória sobre o Brasil por 3 a 2 na Copa de 1982. A seleção brasileira era comandada por Telê Santana e tinha diversos craques, como Zico, Falcão, Júnior e Sócrates. Mas foi a Itália que terminou com o título, então o tricampeonato mundial.

Além do Brasil, a Itália passou pela Argentina de Maradona, a Polônia de Boniek e a Alemanha de Rummenigge na final. É o artilheiro da Itália na história das Copa do Mundo, com nove gols, ao lado de Roberto Baggio e Vieri.

Na Copa do Mundo de 1982, ele não tinha marcado até a segunda fase. Depois disso, porém, fez os três gols sobre o Brasil, os dois da vitória por 2 a 0 sobre a Polônia e um na vitória por 3 a 1 sobre a Alemanha. Terminou o Mundial como artilheiro, com seis gols no total.

No futebol italiano, Paolo Rossi defendeu a Juventus, o Vicenza, o Perugia, o Milan e o Verona. Foi na "Velha Senhora" onde ele teve mais sucesso. Conquistou a então Copa dos Campeões da Uefa, a Recopa Europeia, a Supercopa Europeia, a Copa da Itália e duas vezes o Campeonato Italiano.

Tudo sobre: