EDIÇÃO DIGITAL

Sexta-feira

23 de Agosto de 2019

Técnico pede Tottenham 'agressivo e dominante' contra o City na Liga dos Campeões

A equipe de Mauricio Pochettino encara a de Pep Guardiola nesta terça, pelas quartas de final da competição

O técnico do Tottenham, Mauricio Pochettino, afirmou nesta segunda-feira (8) que espera que o seu time seja "agressivo" ofensivamente e também "dominante" atuando em seu novíssimo estádio no confronto de ida das quartas de final da Liga dos Campeões, nesta terça (9), às 16 horas (de Brasília), contra o Manchester City, em Londres.

"Desde o primeiro momento nós precisamos ser corajosos e tentar vencer o jogo", ressaltou o comandante, que sabe que a sua equipe precisará impor o seu futebol como mandante para ter maiores chances de eliminar um rival forte como é este time dirigido por Pep Guardiola.

"Será um jogo muito difícil. O Manchester City é um dos melhores times da Europa. Vamos começar o jogo tentando ser agressivos e dominantes", disse o treinador em entrevista coletiva, deixando claro que inicialmente quer que a sua equipe exiba um "ritmo intenso" de jogo para colocar os adversários em uma situação desconfortável.

O Tottenham inaugurou o seu novo estádio, uma arena fantástica que custo cerca de 1 bilhão de libras esterlinas (algo em torno de R$ 5 bilhões), na última quarta-feira, quando derrotou o Crystal Palace por 2 a 0, pelo Campeonato Inglês. E agora, Pochettino espera que a equipe saiba aproveitar o apoio da grande maioria dos torcedores presentes no local, que tem capacidade para receber 62.062 espectadores, para abrir vantagem sobre o City neste mata-mata.

"Será apenas o nosso segundo jogo no novo estádio. Essa é uma competição diferente, mas esperamos que o ambiente nos ajude. Penso que este é um dos jogos mais importantes para mim como treinador", enfatizou.

Son empolgado

Na última quarta-feira, o atacante sul-coreano Son Heung-min foi o autor do primeiro gol da nova arena do Tottenham ao abrir o placar na vitória sobre o Crystal Palace. E agora espera poder voltar a ser decisivo pela equipe. "Eu não posso esperar para jogar (na Liga dos Campeões) neste inacreditável novo estádio, com os torcedores... Se nós conseguimos um bom resultado, isso vai ser maravilhoso", ressaltou o jogador, também em entrevista coletiva nesta segunda-feira.

E o jogador também exaltou a necessidade de a sua equipe saber se impor como mandante diante de um rival tão poderoso. "Eu vou dizer o que eu disse antes, eles (do City) são fortes como nós e será um grande jogo. Devemos respeitá-los, mas não estamos com medo. Devemos ser corajosos com a nossa ambição e então nós temos uma grande chance", reforçou o atleta.