EDIÇÃO DIGITAL

Quinta-feira

20 de Junho de 2019

Surfista Caio Ibelli promete ano de superação: 'As coisas vão fluir'

Guarujaense está recuperado da lesão que o tirou de quase todas as etapas do CT em 2018 e promete volta por cima este ano

Caio Ibelli não teve um 2018 fácil. O surfista natural de Guarujá sofreu uma fratura no pé direito e ficou fora de quase todas as etapas do CT no ano passado. Além disso, acabou perdendo um longevo patrocínio. Recuperado da lesão, ele promete superação este ano e mira novas oportunidades no surfe mundial.

“Estava com algumas propostas de patrocínio para 2019, mas por não ter sido avisado que não permaneceria no Tour, nada foi para frente. Estamos aí na batalha e sou uma pessoa do bem, as coisas vão fluir para mim depois dessa turbulência”, desabafou o atleta, que não conseguiu vaga de “injury wildcard” no circuito ano passado, oferecida pela World Surf League (WSL) a atletas lesionados.

Durante o período fora de disputas, Caio era submetido a duas sessões de fisioterapia por dia e treinamento físico sem o pé no chão. “Tratei com todos os médicos da WSL para ter certeza de que tudo estava certinho e da maneira que era para ser. Para não ter dúvidas que eu fiz tudo para voltar a competir o mais rápido possível”, contou o surfista.

Campeão mundial pro júnior em 2011, pela WSL, ele ingressou na elite mundial em 2016, ano em que garantiu o título de novato do circuito.

Mesmo com o fim o contrato de seu patrocinador principal depois de 15 anos de parceria e com a decisão da WSL, o guarujaense pensa na volta por cima. “Estou tentando avaliar todas as minhas chances e possibilidades e tentando me manter calmo para tomar decisões que não vou me arrepender no futuro, mas acho que Deus tem um propósito para tudo e vai ter uma luz no fim do túnel”, concluiu.