EDIÇÃO DIGITAL

Sexta-feira

24 de Maio de 2019

Nathan Torquato triunfa no África Open de Parataekwondo

Paratleta de Praia Grande faturou a medalha dourada na competição, realizada no Egito

Após ser eleito o melhor atleta de parataekwondo da temporada passada pela Confederação Brasileira de Taekwondo, Nathan Torquato, de 18 anos, tem mais um motivo para se orgulhar e comemorar. O paratleta de Praia Grande triunfou no África Open de sua modalidade e volta para casa com a medalha de ouro.

O praia-grandense foi campeão na categoria até 61 kg. Além dele, mais duas brasileiras disputaram o torneio, que teve duração de um dia e foi realizado em Hurghada, no Egito, esta semana. São elas Cristhiane Neves (até 58 kg) e Débora Menezes (acima de 58 kg).

O caminho até a decisão não foi fácil, mas Torquato superou três advesários e pôde ir para a final. O primeiro oponente foi o camaronês Alain Clóvis Elene, o qual o brasileiro venceu por 37 a 4. Já a segunda luta foi mais equilibrada: Nathan derrotou o russo Danili Sidorov, segundo colocado no ranking mundial, por 25 a 24.

A grande emoção ficou guardada para o terceiro combate. Na semifinal, o esportista de Praia Grande enfrentou o espanhol Aythami Santana e empatou em 4 a 4. No entanto, no golden point, o atleta que representa o Brasil levou a melhor e avançou à final, onde conquistou a medalha dourada depois de ter vencido o turco Mahmut Bozteke, terceiro do ranking mundial, por 18 a 16.

Nathan compete na classe K44, para atletas com amputação unilateral do cotovelo até a articulação da mão, dismelia unilateral, monoplegia, hemiplegia leve e diferença de tamanho nos membros inferiores. Ele nasceu com uma má formação no braço esquerdo.

Aos três anos, quando voltava da escola de bicicleta com sua mãe, Nathan passava por uma academia de taekwondo e insistia para ela o matricular. Seu pedido foi atendido e, até hoje, o atleta treina no mesmo local. São 15 anos de trajetória no esporte adaptado.

O parataekwondo faz parte do cronograma dos Jogos Parapan-Americanos de 2019, em Lima, no Peru, que serão disputados de 23 de agosto a 1 de setembro, bem como dos Jogos Paralímpicos de 2020, em Tóquio, no Japão, onde a modalidade fará sua estreia no evento.