EDIÇÃO DIGITAL

Sexta-feira

23 de Agosto de 2019

Carille comemora seu 3º título paulista e diz que aprendeu muito com Mano e Tite

Sob o seu comando, o Corinthians também havia conquistado as taças em 2017, sobre a Ponte Preta, e 2018, contra o rival Palmeiras

Fábio Carille sagrou-se tricampeão paulista neste domingo (21), após a vitória do Corinthians por 2 a 1 sobre o São Paulo, no segundo jogo da final do Estadual. Sob o seu comando, o clube também havia conquistado as taças em 2017 (sobre a Ponte Preta) e no ano passado, contra o rival Palmeiras. 

Na entrevista coletiva que concedeu após a nova conquista, o treinador repetiu o que havia dito no gramado após o fim do jogo, quando disse sentir-se abençoado e procurou não fazer avaliações próprias sobre suas qualidades técnicas. 

Carille disse ainda que aprendeu muito com as passagens de Tite e Mano Menezes pelo Corinthians, quando atuou como auxiliar técnico desses profissionais. "São coisas que, sinceramente, não consigo entender por que estão acontecendo comigo. Sério mesmo.. Aprendi muito no Corinthians. Aprendi principalmente com Mano e com Tite", ressaltou. 

O treinador também traçou um rápido perfil de cada um dos elencos que comandou nos três títulos estaduais conquistados nestes três anos. "Em 2017, tive um grupo que me escutou demais. Ganhamos jogos no detalhe. Em 2018, tivemos de mudar. Não gosto de jogar sem o (camisa) nove. Mas tivemos que nos adaptar assim no Paulista. Esse ano, mudamos a forma de jogar, algumas vezes colocando dois camisas nove", disse.

Comemoração liberada

Carille também decidiu liberar os jogadores do Corinthians para comemorar o título do Paulistão neste domingo, apesar do fato de que na próxima quarta-feira o time tem um importante confronto com a Chapecoense, em Itaquera, pela quarta fase da Copa do Brasil. Na primeira partida, em Chapecó, o time paulista perdeu por 1 a 0 e, por isso, precisa vencer por dois gols de diferença para se classificar. 

Neste domingo, a Chapecoense perdeu a final do Campeonato Catarinense para o Avaí, na Ressacada. Após um empate por 1 a 1 no tempo normal, o time da capital de Florianópolis levou a melhor nos pênaltis: 4 a 2. 

"Amanhã (segunda-feira) me apresento cedo, começo a esboçar (o time que vai atuar na quarta). A escalação eu vou olhar no olho de cada um na terça. Só de olhar no olho eu já sei. Tem uns lá que vou olhar bem. Não vou trancar. Tem de comemorar, sim. Terça-feira, os jogadores vão saber quem vai pra campo", avisou.