EDIÇÃO DIGITAL

Domingo

19 de Maio de 2019

Eu Estudo Certo

Martha Vergine é delegada de polícia, professora universitária e teacher coach do EU ESTUDO CERTO. Especialista em técnicas de estudo e estratégias emocionais para ajudar pessoas que querem passar mais rápido em provas - como concursos públicos, exame da OAB, vestibulares e ENEM.

Por qual motivo você quer passar em um concurso público?

Muitas vezes as pessoas acreditam que o salário atrativo, a estabilidade e a segurança que um cargo público traz já são motivos suficientes para justificar o estudo diário.

Em parte, é verdade.

O desemprego, a falta de oportunidade e a crise são catalizadores na busca de uma vaga em algum concurso público. Por óbvio, nessas situações esses motivos se tornam bem atrativos.

Entretanto, em época onde os benefícios e garantias dos servidores públicos estão pauta nas falas dos representantes do executivo e legislativo com propostas de mudanças estruturais, estes não podem ser seus únicos motivos para estudar.

De uma hora para outra parte dessas garantias podem ser mitigadas e, se estas foram as únicas razões para encarar a batalha por um cargo público, você pode se decepcionar.

Se você é ou quer se tornar um(a) concurseiro(a) é importante ter muito claro quais são os seus reais (e sinceros) motivos para passar em um concurso público e assim fazer as melhores escolhas.

Quais são os motivos que pautam o “seu” processo de preparação e estudo?

Pare e pense.

Ou melhor, você já pensou nisso um dia? Sabe quais são?      

Quando pergunto isso para meus alunos alguns se espantam com o questionamento. Como se nunca tivessem pensado nisso levam um tempo para conseguir me responder.

Para ver o seu nome na lista dos aprovados e classificados, você investirá uma quantidade de tempo "considerável" diariamente. Estará tudo dentro do padrão estudar por vários meses e, quem sabe, alguns anos até conseguir passar. E para sustentar essa jornada de dias e dias que demandam empenho físico, mental e emocional, você precisará de "bons e atrativos" motivos para conseguir persistir.

Gosto sempre de lembrar que quando a escolha leva em consideração “apenas” as vantagens financeiras e econômicas, isto é, o valor do salário e seus benefícios, essa satisfação pode servir durante o tempo estudo, mas após a aprovação não garante que a pessoa seja feliz profissionalmente.

Atente-se que eu disse "apenas", por óbvio esses fatores devem ser considerados, só digo que não devem ser os únicos. E a razão é simples.

Depois de tomar posse no cargo, o salário começará a fazer parte do orçamento mensal, a estabilidade passará a ser condição natural e a pessoa estará tão adaptada a segurança que nem a perceberá mais (ou até que aconteça – se acontecer - as alterações discutidas).

E o resultado nós já sabemos. Funcionários públicos insatisfeitos com o que fazem, e em alguns casos, realizando um mau serviço por longos 30 anos ou até a sua aposentadoria.

Você não quer isso para sua vida, não é?

Então, te convido a fazer agora um exercício para ajudar a identificar os reais motivos para a sua ação de estudo. Estes serão eficientes (de verdade) para motivar sua disciplina e após a aprovação te trarão satisfação pessoal.

O exercício é simples, traga seus sonhos futuros mais para perto. Vou te explicar.

Imagine-se após a sua aprovação.

Sim, pense com riqueza de detalhes como será a sua nova rotina. Como serão seus dias de trabalho, pessoas que conviverá, coisas que irá fazer...

Tem bem nítido como será sua vida? Gostou do que viu? Se enxerga realizando esse tipo de trabalho? Terá satisfação em atender as pessoas para resolver esse tipo de problema?

Se sim, ótimo!

Se não, que tal pensar em outras possibilidades de trabalho? Descobrir alguma coisa que você goste de fazer.

Na iniciativa pública são diversas opções, de cargos administrativos a fiscais, militares, policiais, jurídicos, entre outros. Pesquise, a oferta de carreiras é bem extensa.

Tenha um concurso principal como objetivo, o que eu chamo de concurso público dos sonhos! Só de tê-lo em mente é animador. Pensar em trabalhar em algo legal para você é um importante primeiro passo.

Agora, o passo seguinte é identificar quais novos objetivos você vai querer conquistar depois. Esse será o seu "futuro ideal".

Claro que a aprovação em si é maravilhosa. Mas, tudo o que virá depois dela será também extraordinário. Pensa em tanta coisa boa que você pode viver depois da aprovação!

Uma viagem inesquecível, comprar uma casa nova, fazer um lindo casamento... uau... são tantas possibilidades.

Ter todos os seus objetivos definidos na sua mente irá te ajudar a dar um gás na motivação sempre que precisar. Como eu disse no início desse texto, você estudará por meses ou anos até a aprovação final. A maioria que desiste pelo caminho, o faz por não ter cuidado dos aspectos emocionais que envolvem todo o processo.

Que isso não aconteça com você!

Fazer essa ponte ao futuro, e sempre que precisar, visitar seu “futuro ideal” é uma técnica simples, mas muito efetiva.

Então, segue a receita:
📝1º passo: escolha o concurso que amaria trabalhar.
📝2º passo: defina seus futuros objetivos.
📚3 º passo: estude com persistência até passar na sua prova.
4 º passo: realize - um a um – seus objetivos depois da aprovação.

Não me segue nas redes sociais? Como assim... não acredito. ;) 

Vamos continuar nosso papo sobre estudo e concursos públicos por lá!

Te espero no INSTAGRAM @euestudocerto e no FACEBOOK /euestudocerto

 


 

 

Este artigo é de responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a linha editorial e ideológica do Grupo Tribuna.
As empresas que formam o Grupo Tribuna não se responsabilizam e nem podem ser responsabilizadas pelos artigos publicados neste espaço.