EDIÇÃO DIGITAL

Segunda-feira

14 de Outubro de 2019

Régis Bittencourt tem congestionamento após incêndio em Cajati

Pista no km 497 sentido São Paulo tem fluxo pela faixa da esquerda com 4 quilômetros de congestionamento

A Rodovia Régis Bittencourt segue parcialmente interditada e com lentidão no sentido São Paulo, nesta quinta-feira (31), por conta do incêndio de uma carreta de carga química na altura de Cajati, região do Vale do Ribeira. O acidente ocorreu na quarta-feira (30). Ninguém ficou ferido.

As circunstâncias do início fogo não foram informadas pelas equipes de emergência, que optaram pelo bloqueio total da rodovia ao serem informados da substância tóxica e inflamável nos tanques do veículo.

A Arteris Régis Bittencourt, concessionária responsável pela rodovia, informou que a carreta estava carregada com estireno, "um produto químico muito perigoso". As equipes de brigadistas da empresa e do Corpo de Bombeiros conseguiram conter as chamas depois de uma hora.

De acordo com a concessionária, a pista sentido Curitiba foi totalmente liberada durante a madrugada, por volta das 2h. Já a pista sentido São Paulo permanece parcialmente interditada.

Com 4 quilômetros de retenção no km 497, veículos trafegam sentido São Paulo somente pela faixa da esquerda na Régis Bittencourt. A Base da Polícia Rodoviária Federal (PRF), no km 525 (Barra do Turvo), tem 7 quilômetros de congestionamento. Já o pedágio do km 543 (Barra do Turvo) tem 24 quilômetros de retenção.

A concessionária comunicou por meio das redes sociais que as equipes estão trabalhando na remoção total do veículo no km 487, em Cajati. No momento, permanece a faixa da esquerda liberada, e as demais restrições de tráfego anteriores ao acidente estão sendo feitas por menina de segurança ao usuário.