EDIÇÃO DIGITAL

Quinta-feira

12 de Dezembro de 2019

Prefeito de Registro reivindica soluções ágeis para o Vale do Ribeira

Secretário de Estado da Saúde visitou a região nesta semana

Em visita técnica ao Hospital Regional de Pariquera-Açú na última quinta-feira (31), o secretário de Estado da Saúde, José Henrique Germann Ferreira, reuniu-se no auditório do HRVR, com lideranças, prefeitos e equipes de saúde para falar sobre a atual situação epidemiológica da região, em relação à febre amarela e estratégias de incremento da vacinação.

De acordo com o secretário o balanço atual é satisfatório, graças ao empenho das equipes locais junto às comunidades, porém é necessário ampliar a cobertura vacinal, principalmente nos municípios em que tiveram óbitos. O segundo tema do encontro foi apresentar o novo modelo de diálogo entre o Governo Estadual e os municípios paulistas, denominado “Gabinete Itinerante” que tem como objetivo construir pontes integrativas e atravessar as barreiras gestoras e administrativas de forma mais eficaz.

O Programa Saúde em Ação não estava na pauta, mas o coordenador do Programa, Ricardo Tardelli, foi convidado para falar e destacou que no Vale do Ribeira foi investido cerca de R$ 200 milhões com o trabalho iniciado em Registro e está caminhando para outros 15 municípios. Segundo Tardelli, o envelhecimento da população brasileira é um problema acentuado, pois pessoas mais velhas  desenvolvem doenças crônicas que exigem atendimento horizontal na Atenção Básica de Saúde (primária), ligado a outros de maior complexidade e que em 30 anos seremos um País jovem com muitos idosos e com grande necessidade do SUS. Otimista, ele afirmou que a região está num bom caminho e tem condições de ter uma saúde exemplar, que ainda será modelo para todo o Brasil.

Na ocasião, o prefeito de Registro, Gilson Fantin, disse que quando presidiu o Consaúde em 2016, pôde acompanhar de perto as evoluções dos investimentos em saúde no Vale do Ribeira, bem como as carências e apresentou ao secretário as principais demandas que envolvem não só o município de Registro como toda a região. São elas:

1) Em relação ao AME, Fantin disse que foi prometido 25 especialidades e hoje são apenas 10.

2) Sobre o  Hospital São João/APAMIR, em Registro, destacou que é um centro de atendimento tão importante quanto os Hospitais Regionais,  com referencias em todas as especialidades e, mesmo assim, passa por sucessivas crises financeiras, pois abraça toda a demanda de saúde da região e Registro precisa adequar esse atendimento e reorganizar toda a estrutura com os municípios que são atendidos, no sentido de dividir a conta, pois a despesa é grande, na ordem R$ 1,1 mil/mês (um milhão e cem mil reais), com horas extras, manutenção de veículos, desgaste da frota e o transporte de pacientes para grandes centros como Santos, São Paulo e Curitiba. “Registro tem mais de 20 ambulâncias à disposição da UPA que atende mais de 10 municípios da região. Nossas ambulâncias rodam mais de 600 mil quilômetros por mês. Precisamos de uma solução ágil para essa problemática”.

3) Sobre o Hospital Regional de Registro, Gilson Fantin falou que o município doou o terreno para  a construção do complexo, com a promessa de seis especialidades de alta complexidade, como cirurgias cardiológicas, oncologia, traumatologia, entre outras, que ainda não estão disponibilizadas e desafogaria o gasto com toda a logística de transporte para os grandes centros. Ele afirmou que a expectativa da população é grande e cobra que isso aconteça urgentemente. O prefeito também destacou a total falta de comunicação e interação do Instituto Sócrates Guanaes com o município e com a própria DRS – Diretoria Regional de Saúde.

Por fim, o prefeito Gilson Fantin disse estar feliz de o novo governo Doria estar na região neste início de mandato, ali representado pelo Secretário e comitiva, já que foi um compromisso dele em internalizar a administração Estadual e, hoje, junto aos demais gestores municipais, demonstrou a preocupação do governador em contribuir com a qualidade da saúde da população do Vale do Ribeira, com um trabalho integrado.

Diante das reivindicações Germann afirmou que a Secretaria de Estado cobrará integração, diálogo e mais eficiência das instituições gestoras.

Tudo sobre: