EDIÇÃO DIGITAL

Sábado

23 de Março de 2019

Hospital de Registro realiza primeira videoendoscopia cerebral do Vale

Paciente sofria de hidrocefalia e passou pela cirurgia de alta complexidade na segunda-feira (25)

O Hospital Regional de Registro (HRR) realizou a primeira videoendoscopia cerebral do Vale do Ribeira. Moradora de Pariquera-Açu, a paciente de 53 anos sofria de hidrocefalia e passou pela terceiroventriculostomia endoscópica na última segunda-feira (25).

Com cerca de 30 minutos de duração, o procedimento, realizado pelo neurocirurgião Daniel França, foi um sucesso. Ele conta que, em uma cirurgia convencional, seria colocada uma válvula de derivação, quando um cateter é utilizado para drenar o líquido do cérebro para outra parte do corpo.

O médico afirma que o risco é o mesmo da endoscopia cerebral, com o agravante de ter um corpo estranho (a válvula) que o organismo pode rejeitar. A paciente sofria de dores de cabeça refratárias à medicação devido à hidrocefalia. Ela tinha uma obstrução no aqueduto cerebral, via de comunicação entre o terceiro e o quarto ventrículo, então a endoscopia cerebral foi a melhor alternativa, segundo a equipe médica, por ser um procedimento seguro e minimamente invasivo.

O endoscópio permite que o neurocirurgião visualize os ventrículos cerebrais em um monitor instalado na sala de cirurgia. A microcâmera aumenta em dez vezes as imagens, permitindo guiar o médico durante o procedimento.

Neurocirurgião há 12 anos, França atua em Teresina (PI) e, agora, também integra a equipe do HRR. Para o diretor técnico do hospital, Antonio Maurício Matsuda, a primeira vídeo-endoscopia cerebral marca o início de uma nova fase na saúde da região. Ele ressalta que o Hospital Regional de Registro ainda tem oferta de um maior número de serviços do que o SUS no Vale do Ribeira.