EDIÇÃO DIGITAL

Sexta-feira

23 de Agosto de 2019

Boto-cinza é encontrado morto em praia de Ilha Comprida

Animal adulto, macho e com 1,89m de comprimento apresentava lesões no bico por possível contato com equipamentos pesqueiros

Um boto-cinza (Sotalia guianesis) foi encontrado morto próximo à Praia do Juruvaúva, em Ilha Comprida, no Vale do Ribeira. Equipes do Instituto de Pesquisas Cananéia (IPeC) registraram o óbito do mamífero.

Segundo a organização, tratava-se de um macho adulto com 1,89m de comprimento. O animal apresentava marcas lineares no rostro (bico) sugestivas de possível contato com equipamentos pesqueiros.

Após localizá-lo, as equipes do IPeC fizeram a remoção do boto para o Centro de Reabilitação e Despetrolização da entidade, onde foi feita necropsia e amostras foram coletadas para saber a causa da morte.

Segundo o IPeC, desde 2015, foram registrados 154 botos-cinza mortos em praias da região. A entidade reitera que quem encontrar animais marinhos vivos ou mortos encalhados nas praias deve acionar o IPeC por meio do telefone 0800-6423341.

O Instituto de Pesquisas Cananéia (IPeC) integra o Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS), atividade desenvolvida para o atendimento de condicionante do licenciamento ambiental federal das atividades da Petrobras de produção e escoamento de petróleo e gás natural no Polo Pré-Sal da Bacia de Santos, conduzido pelo Ibama. O IPeC monitora o trecho compreendido entre Cananéia e Iguape.

Equipes do IPeC constataram a morte do boto-cinza ainda na faixa de areia (Foto: Divulgação/IPeC)