São Vicente tem transporte público em aceleração

Novo sistema de ônibus opera na cidade

Dos velhos ônibus roxos dos anos 70 e 80, ficaram as lembranças. Durante mais de 20 anos, São Vicente não utilizou os grandes veículos para o transporte de passageiros. Todo o sistema era realizado por vans. Isso até novembro de 2019, quando a Otrantur assumiu o transporte público na cidade.

“Havia um Termo de Ajuste de Conduta com o Ministério Público. Quando assumi a prefeitura, me foi dado um prazo até a metade de 2019 para que mudássemos o sistema de transportes. Hoje, temos uma empresa e sabemos a quem cobrar em caso de problemas”, diz o prefeito Pedro Gouvêa.

O investimento é de R$ 53 milhões em cinco anos para uma demanda de 2,1 milhões de passageiros por mês. A frota ten 245 ônibus com elevador para cadeirantes e 75 veículos convencionais com capacidade para 44 passageiros sentados.

Os coletivos têm ar-condicionado, tomadas USB e conexão Wi-Fi. Outro destaque foi a introdução do aplicativo para o usuário acompanhar a rota do ônibus, onde está o veículo e a previsão de chegada no ponto de parada. O valor da passagem é de R$ 3,95, porém, os passageiros que utilizam o SV CARD (cartão transporte comum) obtêm desconto na tarifa e irão pagar R$ 3,50. 

Para o mandatário, a maneira de corrigir eventuais problemas é bem diferente. “Antes não havia um ponto fixo de parada dos veículos, Disputava-se passageiros como se fossem o último fôlego de vida, isso sem contar os maus tratos com quem tem direito à gratuidade. Isso não foi corrigido ao longo dos anos. Os problemas que surgiram agora nós corrigimos, porque temos a quem cobrar”.

Tudo sobre: