EDIÇÃO DIGITAL

Quinta-feira

23 de Maio de 2019

São Vicente publica edital para licitação de novo sistema de transporte coletivo

Envelopes com propostas apresentadas serão abertos no dia 26 de abril. Empresa vencedora terá que arcar com investimentos de quase R$ 56 milhões

A Prefeitura de São Vicente publicou o edital para a contratação de uma nova concessionária para os serviços de transporte coletivo na cidade. As empresas interessadas já podem enviar suas propostas. Os envelopes serão abertos no dia 26 de abril, na sede do Departamento de Compras e Licitação, na prefeitura. O investimento será de quase R$ 56 milhões.

Conforme consta no edital, o critério julgador principal para a escolha da empresa será o menor valor da tarifa de remuneração apresentado. Hoje, a passagem das atuais lotações custa R$ 3, e o teto máximo previsto é de R$ 4. A expectativa da administração municipal é de que, caso não haja problemas de impugnações e irregularidades, o novo sistema de transporte coletivo já esteja em circulação no segundo semestre de 2019.

A nova frota contará com 61 ônibus básicos, todos com ar-condicionado, na Área Continental, divididos em sete linhas. A Área Insular terá 168 micro-ônibus, inicialmente 25% com ar-condicionado, divididos em 15 linhas. Segundo o secretário municipal de Transportes, Alexandre de Almeida Costa, a expectativa é de que, em quatro anos, todos os veículos tenham refrigeração.

Entre as novidades, o sistema terá um serviço noturno especial chamado ‘Corujão’, que funcionará da meia-noite às 5h, com duas linhas cada nas áreas Continental e Insular. O sistema também irá atender a todos os bairros do município, algo que não acontece atualmente.

Os ônibus terão rede Wi-Fi gratuita instalada, além de sistema de monitoramento de frota via GPS. Os usuários poderão utilizar um aplicativo para celular que fornecerá a localização dos ônibus, assim como o tempo de espera.

O investimento para arcar com toda a nova frota e seus serviços será de R$ 55.990.259,41. A empresa vencedora, que irá operar na cidade pelos próximos 20 anos, tem até 180 dias para implantar o novo sistema de transportes em São Vicente.

Integração

Segundo consta no edital, o usuário do novo transporte de São Vicente poderá se transferir para outro veículo, de qualquer linha, e pagar somente uma única passagem, dentro do período de uma hora. A empresa terá de apresentar um novo sistema de bilhetagem eletrônica, como cartões-transporte e passe escolar.

A prefeitura e a Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos (EMTU) ainda discutirão a integração entre os ônibus do município e o Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), no que diz respeito às regras de uso dos cartões-transporte, assim como a partição financeira de arrecadação antecipada.