EDIÇÃO DIGITAL

Quarta-feira

23 de Outubro de 2019

Prefeitura de São Vicente diz que responsabilidade da Ponte dos Barreiros é do Governo do Estado

Reunião promovida pela Comissão Especial de Vereadores (CEV) da Câmara, que fiscaliza a situação da ponte, reuniu autoridades do município e a população

A Comissão Especial de Vereadores (CEV) da Câmara Municipal de São Vicente, que fiscaliza a situação da Ponte A Tribuna - Ponte dos Barreiros -, realizou uma reunião na noite desta segunda-feira (26) para tratar problemas encontrados em laudos técnicos a respeito da estrutura da ponte. Entre os tópicos debatidos, representantes da prefeitura afirmaram que a responsabilidade para uma possível reforma é do Governo do Estado.

A Prefeitura de São Vicente, por meio do secretário de Governo Jefferson Teixeira, afirmou que não entrará em mais discussões a respeito da ponte. Para a administração, o assunto agora é de responsabilidade do Estado.

A comissão de vereadores marcou uma nova reunião para o dia 7 de outubro para debater um planejamento viável para uma reforma na estrutura da ponte. Com isso, Higor Ferreira pretende reunir-se com Marco Vinholi, secretário estadual de Desenvolvimento Regional, para que novidades mais concretas possam ser apresentadas para a população.

O secretário de obras particulares de São Vicente, Elizeu Cação, mostrou o segundo laudo realizado pela prefeitura. Segundo os técnicos, a ponte não corre risco de queda imediata e os devidos acompanhamentos no local serão mantidos.

A reunião contou também com a presença do secretário de projetos especiais, Adão Ribeiro, do secretário de transportes e trânsito, Alexandre de Almeida Costa, e do sub-prefeito da Área Continental, Perivaldo do Gás.

Siga e pare

A prefeitura entrou com uma solicitação junto ao Ministério Público pedindo a suspensão da operação siga e pare, que vem causando transtornos para motoristas que trafegam pela ponte, implantado no dia 7 de agosto.

A ideia seria colocar um radar no meio da ponte para fiscalizar a velocidade dos veículos que passam pelo local. No entanto, a implantação do radar não permitiria a passagem de veículos pesados.

População

A CEV é composta pelos vereadores Higor Ferreira (PSDB), Jabá (PSDB), Wilson Cardoso (PSB) e Gil do Conselho (PSDB), que foi quem sugeriu a reunião. Esta foi a primeira vez que os problemas da Ponte dos Barreiros foram discutidos junto à população, que compareceu em peso, praticamente lotando a sala do Camp Rio Branco, onde aconteceu o encontro.

Os munícipes que compareceram saíram da reunião frustrados pois não tiveram respostas concretas a respeito da ponte, alegando que as soluções não vão aparecer se estado e prefeitura continuarem um embate de responsabilidade do local.

Eles alegaram que a melhor forma de chamar a atenção das autoridades é continuar a fazer grandes manifestações na ponte e também em pontos da Rodovia dos Imigrantes no trecho da Área Continental da cidade.

Em nota, o Governo do Estado rebateu dizendo que a responsabilidade é da Prefeitura de São Vicente; confira a íntegra abaixo: 

O Governo de São Paulo informa que é de responsabilidade da Prefeitura de São Vicente a administração e recuperação rodoviária e estrutural da ponte dos Barreiros. A gestão estadual garante trabalhar em conjunto, apoiando no que for necessário a Prefeitura. É importante esclarecer que o Estado é responsável apenas pela parte férrea paralela à ponte para possível implantação do terceiro trecho do VLT. 

A EMTU/SP esclarece que vai contratar uma empresa para a inspeção subaquática da estrutura da ponte em até 30 dias. Após a contratação da empresa, a estimativa para conclusão da inspeção, que avaliará a situação das estacas da Ponte dos Barreiros, é de quatro meses. 

As análises têm o objetivo de avaliar se estrutura do Canal Barreiros é passível de recuperação para a possível implantação do VLT no trecho entre Barreiros e Samaritá ou se é mais viável construir uma via independente exclusivamente para trilhos.

Reunião da CEV que fiscaliza a Ponte dos Barreiros aconteceu na noite de segunda-feira, no Rio Branco (Foto: Victor Miranda/Câmara de São Vicente)
Tudo sobre: