EDIÇÃO DIGITAL

Segunda-feira

9 de Dezembro de 2019

Prefeito de São Vicente quer que Ponte dos Barreiros abra e funcione durante obras

Pedro Gouvêa garantiu que a ponte não traz riscos aos usuários, e cobra Governo do Estado para que reforma tenha início imediatamente

O prefeito de São Vicente, Pedro Gouvêa (MDB), esteve na Ponte dos Barreiros na manhã desta quarta-feira (4) para discutir a reabertura do equipamento para a circulação de veículos. Atualmente, a estrutura recebe apenas ciclistas e pedestres que cruzam para fazer baldeação no transporte público municipal. De acordo com Gouvêa, o equipamento não oferece risco à população.

O Ministério Público, porém, é contrário à liberação da ponte após avaliação do pedido da prefeitura. O promotor de Justiça Eduardo Gonçalves de Salles explica que, desde 2014, relatório já apontava que a ponte se encontrava em iminente processo de colapso.

Para Gouvêa, os laudos apresentados pelo IPT e pela empresa contratada pela prefeitura mostram que a ponte é resistente a grandes volumes de cargas. O prefeito ainda cobra o Governo do Estado de São Paulo com relação às obras que devem ser realizadas para adequação da ponte. O estado, por sua vez, afirma que a responsabilidade é da municipalidade.

“Quero ressaltar que esse laudo [do IPT] fala da interdição parcial ou total da ponte. Se há possibilidade de ser parcial no olhar do IPT, não precisamos ser tão drásticos, e nós podemos continuar trabalhando com a restauração da ponte com ela em funcionamento. As pessoas podem ter o direito de ir e vir”, disse em entrevista à TV Tribuna.

Gouvêa ainda disse que o teste de cargas realizado no sábado (30) por uma empresa terceirizada apontou para um resultado positivo. O trabalho mediu a destreza da Ponte dos Barreiros, colocando sobre ela caminhões com toneladas de carga. Dessa forma, o prefeito pondera que é possível realizar a obra necessária na ponte sem que ela esteja completamente interditada.

“A gente precisa fazer a obra imediatamente. A gente precisa seguir as orientações que os estudos técnicos estabeleceram. A ponte tem condições de continuar aberta, e a gente precisa imediatamente de um apoio do Governo do Estado para que eles façam a obra”, disse. Além disso, ele também promete que haverá monitoramento periódico no local para averiguar o surgimento de novas anomalias.

Questionado sobre a garantia de que a ponte não traz riscos aos usuários, o prefeito disse: “Garanto por conta própria e mediante todos os laudos, do IPT, que fala do fechamento total ou parcial, e o laudo contratado pela prefeitura, que também é um teste mais completo”.

Sobre a questão do transporte público, o chefe do Executivo disse que a prefeitura fez requerimento à EMTU para que os transportes intermunicipais também realizem a baldeação, da mesma forma que os municipais têm feito nesta semana. O prefeito de São Vicente finalizou dizendo que pretende entrar em contato com a vice-governadora do Estado para que as obras iniciem o mais rápido possível.

Tudo sobre: