EDIÇÃO DIGITAL

Sexta-feira

18 de Outubro de 2019

Moradores reclamam que Linha Vermelha de São Vicente está esquecida

Sobram buracos e entulho em trechos da Avenida Monteiro Lobato

Perigo à vista. Quem passa pelo canal na Avenida Monteiro Lobato, em São vicente, sabe bem o que a frase significa. Afinal, a situação é complicada em muitos trechos da Linha Vermelha. Buracos, calçadas e muretas quebradas e sujeira formam um cenário desolador. E não é de hoje, reclamam moradores.  

O aposentado José Renato Cezar, de 73 anos, passa por ali quando leva o neto de 8 anos para a aula de futsal. “É uma vergonha. Esse canal precisa de uma reforma. Não dá para andar pela calçada daquele lado”. 

Há trechos da avenida em que é necessário equilíbrio. “É horrível e perigoso, principalmente para os idosos. Você vê buracos e muretas quebradas dos dois lados. Passo pela ponte e já atravesso para o outro lado da calçada, é automático”, conta a professora Suely Barcelos, de 59 anos. 

Para a aposentada Neyde Andrade, de 63, falta atenção da prefeitura. “Este pedaço está esquecido. Podiam arrumar e limpar o canal”.

Entulho 

Se falta manutenção no local, também não há colaboração de parte da população. Inclusive, de fora da cidade, diz José Renato. 

Segundo ele, é comum ver pessoas jogando entulho no entorno do canal. Um ponto de ônibus virou ponto de descarte. 

“Vi um veículo com placa de Santos jogando resto de material de construção lá. Já denunciei. Alguém tem que tomar providências”. 

O comerciante Oswaldo Eduardo Romano, de 62 anos, também já flagrou situação semelhante. “O povo não tem educação e joga entulho na calçada e no entorno do canal. Acho que poderiam colocar a Guarda Municipal para fiscalizar e multar quem fizesse isso".

Resposta 

A Secretaria de Projetos Especiais, diz, em nota, esperar verba para reurbanizar o canal. Não foram informados valores e prazo. 

A Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas informa que a limpeza do canal é feita regularmente. Afirma estar em andamento um mutirão chamado Mãos à Obra, em parceria com o estado.  

Nessa iniciativa, por exemplo, a Penitenciária 2 de São Vicente permite que 75 reeducandos do regime semiaberto atuem em frentes de trabalho. Em conjunto com trabalhadores do município, fazem serviços como tapa-buraco, limpeza de ruas e avenidas e de bueiros.  

Quanto ao entulho, a Secretaria de Meio Ambiente e Defesa Animal declara que fiscaliza o local e pede a ajuda dos munícipes para evitar descartes irregulares. 

“Fotos com chapas do veículo e vídeos que comprovem as infrações são extremamente importantes para a atuação da prefeitura”, avisa a secretaria. O Disk Denúncia da Codesavi é o 98801-3553. 

Tudo sobre: