EDIÇÃO DIGITAL

Segunda-feira

24 de Fevereiro de 2020

Estudante cria vaquinha virtual para cursar programa na Universidade de Coimbra

Intuito de Raquel da Silva Araújo, moradora de São Vicente, é arrecadar o suficiente para pagar as passagens aéreas e o ônibus até a unidade

A estudante do Instituto Federal de São Paulo (IFSP) de Cubatão, Raquel da Silva Araújo, de 18 anos, foi selecionada para cursar o programa de verão da Universidade de Coimbra, onde estudará Psicologia, Educação e Serviço Social, além de Astronomia. No entanto, ela precisa enfrentar um grande obstáculo: a dificuldade financeira para arcar com gastos.

Com esse intuito, Raquel, que mora em São Vicente, criou uma vaquinha virtual para pagar as passagens aéreas e de ônibus até o local. “Por mais que eu tenha conseguido economizar um ‘dinheirinho’ - que eu ganho por ser bolsista de um projeto de Ensino, Pesquisa e Extensão na área de Astronomia no Instituto Federal - que foi suficiente para arcar com os custos do passaporte e a inscrição no curso, não tenho como custear os gastos com transporte”, revela. 

Para piorar, o pai de Raquel ficou desempregado no ano passado e, mesmo que recentemente tenha conseguido um emprego como autônomo, ainda não consegue arcar com os gastos sem comprometer as contas básicas de casa. A notícia boa é que a estudante foi contemplada com o alojamento, então terá onde dormir, tomar banho e comer. “Também pretendo fazer algumas rifas para conseguir arrecadar o suficiente. Mesmo em tão pouco tempo, acredito ser possível”, informou 

Objetivo de Raquel é arrecadar R$ 5.000. Até o momento, 28% da meta foram atingidos (Foto: Raquel da Silva Araújo/Arquivo Pessoal)

Entre os desafios que a jovem enfrentou para conseguir a bolsa, estão a média global exigida pela escola, a morte de seu avô Antônio e a falta de confiança. “A autoconfiança sempre é um obstáculo, porque, muitas vezes, a gente que vem de escola pública vê muitas coisas grandes como impossíveis ou inatingíveis, mas esquecemos do quanto somos capazes. É sobre transformar o desprivilégio em força e coragem”, afirmou.

A estudante revela que o curso que escolheu não envolve somente seu gosto pela área, mas, também, seu desejo de ajudar pessoas que, assim como ela, vivem em condições desfavoráveis. “Uma das coisas que mais digo é que a educação é a única arma pela qual vale a pena lutar - já dizia Nelson Mandela -, e é a principal ferramenta de mudança no mundo!”.

Como ajudar

O objetivo de Raquel é arrecadar R$ 5.000. Até o momento, 28% da meta foram atingidos pela estudante - R$ 1.400. Para contribuir, basta acessar a vaquinha virtual pelo link. Quem preferir também pode fazer depósito direto no Banco Santander (Brasil) S.A. em nome de Raquel da Silva Araujo (agência 0135, conta corrente 1087179-6).

Raquel teve que enfrentar a média global exigida pela escola, a morte do avô e a falta de confiança (Foto: Raquel da Silva Araújo/Arquivo Pessoal)

 

 
Tudo sobre: