Com diminuição da frota, moradores de São Vicente enfrentam ônibus lotados durante a semana

Aglomeração nos coletivos acontece nos horários de pico, mesmo com a colocação de carros extras em algumas linhas

Os ônibus de São Vicente seguem lotados durante a semana. Mesmo com parte da população permanecendo em casa em função da pandemia da Covid-19, outra parcela precisa sair do seu lar para trabalhar. 

Por conta dessa diminuição no movimento, a Otrantur Transportes e Turismo viu a necessidade de diminuir a frota em 60% para conseguir se manter. 

Em função da diminuição, pessoas da cidade afirmam esperar por quase uma hora o transporte público. "Tenho que pegar ônibus todos os dias para trabalhar, no últimos meses, as vezes passou mais de uma hora esperando por ele. Quando ele chega, já está lotado", afirmou uma moradora da cidade que prefere não se identificar em conversa com ATribuna.com.br.

O grande número de pessoas nos ônibus segue o contrário das medidas impostas para evitar aglomerações. "Se uma pessoa ou duas ali estiverem infectadas, podem transmitir o vírus para muitos outros". Mesmo com a preocupação, munícipe afirmou que correr o risco é necessário, já que precisa trabalhar. 

Em nota, a Otrantur Transportes e Turismo informou que antes da pandemia, operava com uma frota de 180 carros. Mas precisou diminuir a frota por conta da diminuição da demanda. Atualmente, eles operam com 60 carros, e 12 reservas. 

Neste últimos dias, por conta da denúncia dos moradores sobre a lotação dos ônibus, a empresa garante que colocou carros extras nos horários de pico para tentar conter a aglomeração. 

Para diminuir o número de idosos nos horários de pico, a empresa também está promovendo uma ação para que pessoas acima de 60 anos peguem o transporte entre as 10h e 16h. Fiscais também atuam nos pontos para restringir a lotação dentro dos coletivos. 

A Otrantur ainda garante que todos os ônibus estão com dispenser com álcool em gel para manter as mãos dos passageiros higienizadas. Todos seus pontos de toque como barras de apoio, botões, corda e catraca são higienizados diversas vezes durante o dia. 

Corrida Maluca

O prefeito de São Vicente, Pedro Gouvêa (MDB), pediu para que a população evite uma 'corrida maluca' ao centro da cidade neste sábado (6), durante o primeiro fim de semana com as novas regras de flexibilização do comércio. 

"Fica o meu pedido para as pessoas ajudarem ficando em casa. Para não saírem, não fazer aquela corrida maluca ao Centro da cidade". 

Segundo ele, São Vicente tem condição para dar continuidade ao processo de abertura do comércio, mas ressaltou que a população precisa ajudar. 

Tudo sobre: