EDIÇÃO DIGITAL

Segunda-feira

20 de Maio de 2019

Após novo temporal e diversos estragos, São Vicente está em nível de alerta

Chuva e ventos fortes na noite de terça-feira (12) provocaram a queda de 35 árvores pela cidade, informa a Defesa Civil. Em 2019, São Vicente registra 150 ocorrência devido à queda de árvores

O temporal da noite de terça-feira (12) causou muitos estragos em São Vicente. A Defesa Civil do município registrou diversas quedas de árvores em diferentes pontos da cidade como o Ilha Porchat, Linha Vermelha e, inclusive, prejudicou por um período a operação do Veículo Leve Sobre Trilhos (VLT). A cidade está em nível de alerta após o acumulado pluviométrico chegar a 86mm nas últimas 72 horas.

Somente no ano de 2019, juntando as ocorrências causadas pelo temporal de terça-feira (12), São Vicente já registrou 150 ocorrências com quedas de árvores, além de queda de galhos, segundo a administração municipal. Em todas elas, as principais causas foram os ventos fortes e chuvas carregadas que castigaram a cidade. Por sorte, os tombamentos não deixaram feridos.

Equipes da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Serviços Públicos (Sedup) e da Defesa Civil passaram a quarta-feira (13) percorrendo a cidade para cortar e remover árvores que estejam no meio de vias e calçadas, que podem atrapalhar pedestres e motoristas.

Somente na Avenida Monteiro Lobato, a Linha Vermelha, 12 árvores caíram na via e o trânsito teve de ser interditado parcialmente até a retirada delas. A Defesa Civil informou que houve quedas de árvore também na Vila Valença, no Ilha Porchat e no Itararé.

Uma árvore caiu em cima da fiação elétrica que sustenta o VLT, por volta das 23h30 de terça-feira (12). O serviço precisou ser interrompido  e só voltou ao funcionamento a partir das 8h30 de quarta-feira (14), segundo a BR Mobilidade, empresa que opera o sistema.

A Prefeitura de São Vicente informou que a Defesa Civil segue com o monitoramento em todos as regiões da cidade e orienta aos moradores que entrem em contato pelo 199, caso observem água barrenta, trincas ou até rachaduras nos imóveis causados pelo temporal.

Serviço do VLT ficou suspenso devido à queda de uma árvore em São Vicente (Foto: Solange Freitas/TV Tribuna)