EDIÇÃO DIGITAL

Quinta-feira

25 de Abril de 2019

Santos confirma 5º caso de sarampo na cidade em criança moradora do Embaré

Seguindo recomendações da Saúde Pública, um bloqueio vacinal será realizado na quarta-feira (17) no bairro, a partir das 9h

A Prefeitura de Santos anunciou mais um caso de sarampo na cidade, desta vez em uma criança de um ano, moradora do bairro Embaré. A confirmação ocorreu na segunda-feira (15), após exames enviados ao Instituto Adolfo Lutz, em São Paulo.

Este é o quinto caso de sarampo no município. Seguindo recomendações da Saúde Pública, a prefeitura anunciou um bloqueio vacinal na quarta-feira (17), a partir das 9h. A ação inclui as ruas Castro Alves (82 ao 110), Ministro João Mendes (51 ao 73), Aureliano Coutinho (88 a 106) e Benjamin Constant (109 a 151).

Segundo a administração municipal, a criança de um ano, um menino, tomou a primeira dose da vacina tríplice no dia 1° de março, pouco tempo depois de ter completado o primeiro ano de vida. Os primeiros sintomas surgiram em 4 de abril, mesmo sem ter contato com pessoas que estivessem com suspeita da doença.

A prefeitura informou que, até segunda-feira, 103.476 doses da vacina foram aplicadas em 2019, incluindo vacinação de rotina em unidades de saúde e os bloqueios vacinais realizados.

A prefeitura ainda aguarda por resultados de dois casos suspeitos de sarampo que estão em investigação no Instituto Adolfo Lutz.

Relembre os casos

O surto de sarampo teve início no mês de março, após um munícipe, morador do Gonzaga, contrair a doença durante viagem no navio MSC Seaview. Depois, foi a vez de uma servidora pública, moradora do bairro Pompéia, que participou da investigação epidemiológica na embarcação.

Ainda em março, a cidade registrou o primeiro caso da doença que não teve relação com o MSC Seaview, em uma criança de quatro anos. Na sequência, uma profissional de saúde que atendeu o passageiro do Seaview na Santa Casa contraiu a doença antes de se mudar para o Rio de Janeiro.