EDIÇÃO DIGITAL

Terça-feira

23 de Abril de 2019

Festival de teatro tem apresentações e oferece aulas em Santos

Programação nos teatros da cidade é gratuita, aberta ao público e vai até o próximo domingo (17)

O Teatro Guarany deu início, na noite de sábado (9), à terceira edição do Bravo! - Festival Orquestral de Santos, que ocorre até o próximo domingo (17), com programação gratuita e aberta ao público. A noite de abertura contou com apresentações dos quartetos Caiçara e Ybirá, e do violinista Bruno Robalo, vencedor do concurso de solistas da segunda edição do festival, em 2018.

A programação do festival conta com masterclasses (aulas) de instrumentos abertas ao público, de segunda (11) a quinta-feira (13), das 16h às 18h, e no sábado (16), das 14h às 17h. As masterclasses serão ministradas por grandes nomes da música nacional, como Marcelo Maganha (regência), Renato Bandel (viola), Thiago Araújo (trompete), Joel de Sousa (violoncelo) e Wellington Rebouças (violino).

As aulas começam nesta segunda-feira, com o violino, no Teatro Municipal Brás Cubas (Avenida Pinheiro Machado, 48, Santos). Na terça-feira (12), será ensinado sobre viola; na quarta-feira (13), será o violoncelo, ambas no Brás Cubas. Na quinta (14), será o trompete, desta vez no Teatro Coliseu (Rua Amador Bueno 237, Centro).

A programação é diferente na sexta-feira (15). Das 14h às 18h, haverá o Concurso Jovens Solistas do 3º Bravo! - Festival Orquestral de Santos, no Teatro Municipal Brás Cubas. No sábado, haverá a última masterclass aberta ao público sobre regência, das 14h às 17h, no mesmo local.

No domingo, às 18h, ocorrerá o Concerto de Gala e Encerramento do festival, também no Teatro Brás Cubas. A entrada é franca e não há necessidade de retirar ingresso com antecedência.

Festival

Este ano, 49 jovens de diferentes cidades foram selecionados para compor a Orquestra Acadêmica. A seletiva ocorreu no mês de janeiro, e concedeu bolsas de estudo para eles participarem de todo o evento formativo. O festival é destinado a pessoas de 14 a 28 anos, e é realizado pela Secretaria de Cultura de Santos (Secult), por meio do Departamento de Formação e Pesquisa Cultural (Deforpec).