EDIÇÃO DIGITAL

Domingo

26 de Maio de 2019

Alunos serão ouvidores em suas escolas

Estudantes irão atuar na solução de problemas

Alunos da rede municipal de Santos ganham uma função que vai além de estudar. Ontem, 52 estudantes do Ensino Fundamental de 26 unidades tomaram posse como alunos ouvidores. O grupo tem a missão de promover, por meio do diálogo com várias esferas, a resolução dos problemas em suas escolas e no entorno de sua comunidade.

Para exercer a função durante este ano, eles foram escolhidos dentro da própria escola e receberam uma capacitação sobre as funções da Ouvidoria, da Controladoria do Município e da Comissão Permanente de Inquérito.

“A gente não quer só ajudar a escola, mas melhorar o bairro, vendo o que tem de problemas e levando isso para a frente”, afirma Ana Eloisa Guerra Fernandes, de 10 anos, aluna ouvidora da escola Auxiliadora da Instrução.

Ela e Otávio Paduan Gomes da Silva, de 11 anos, já estão preparados para colher as reclamações dos colegas. “Tem muita coisa para fazer. Quem sabe até o final deste ano a gente não consegue melhorar a nossa quadra? Esse é só o começo”, diz o estudante.

Início

Esta é a terceira turma do projeto, iniciado em 2017 pela Ouvidoria, Transparência e Controle da Cidade, que já conquistou o 1º lugar na categoria Ampliação de Espaços e Canais de Participação Social, no concurso nacional de Boas Práticas, promovido pela Controladoria Geral da União (CGU).

“Queremos fortalecer as ações de participação. Que o aluno se reúna com o diretor da escola, com subprefeito, com secretário e com o prefeito, mas que também comece a fazer ações fora da escola, em seu bairro”, explica o ouvidor municipal Rivaldo dos Santos.