EDIÇÃO DIGITAL

Domingo

17 de Fevereiro de 2019

Praia Grande reitera pedido de extensão do VLT e planeja reunião com nova equipe da EMTU

Cidade reivindica há anos que o VLT seja estendido até o Terminal Tude Bastos, e que o transporte intermunicipal, do terminal em direção ao Litoral Sul, ocorra por meio do modo BRT

Praia Grande planeja, para o início de fevereiro, uma reunião com a nova equipe da Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos de São Paulo (EMTU) - atualmente em fase de troca de diretoria com a posse do novo Governo Estadual -, para reiterar o pedido de extensão do percurso do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) até a cidade.

A administração municipal reivindica há anos que o VLT seja estendido até o Terminal Tude Bastos, e que o transporte intermunicipal, do terminal em direção ao Litoral Sul, ocorra por meio do modo Bus Rapid Transit (BRT) - projeto de responsabilidade da EMTU.

A proposta é interligar o sistema VLT do Terminal Rodoviário Tude Bastos, no bairro Sítio do Campo, à Avenida Angelina Preti, no Quarentenário, em São Vicente, em uma extensão de aproximadamente 3,8 km. A partir daí, o sistema seria integrado ao do BRT, que, dentro de Praia Grande, seguiria pelas laterais da Via Expressa Sul e da Rodovia Padre Manoel da Nóbrega, seguindo até Peruíbe.

"Nossa reivindicação é que o sistema atenda a todo o Litoral Sul, beneficiando, assim, não somente Praia Grande, mas, também, o transporte coletivo de passageiros de Peruíbe, Itanhaém e Mongaguá. Assim, também conseguiríamos otimizar as linhas de ônibus que percorrem essas quatro cidades, diminuindo bastante o fluxo de veículos dentro de Praia Grande. Sem esse sistema tronco, isso não é possível", explicou o prefeito de Praia Grande, Alberto Mourão, à Tribuna On-line.

A operação do VLT na Baixada Santista começou em abril de 2015. O Centro de Controle Operacional foi entregue em junho do ano seguinte. O primeiro trecho, com 11,1 km de extensão, foi totalmente disponibilizado para a população no dia 31 de janeiro de 2017, ligando o Terminal Barreiros, em São Vicente, à Estação Porto, em Santos.

Segundo a EMTU, a população dos nove municípios da Região Metropolitana da Baixada Santista já usufrui dos benefícios do VLT, com menos poluição sonora, além da redução do tempo gasto nas viagens entre as cidades.

Praia Grande reitera pedido de extensão de VLT e planeja reunião com nova equipe da EMTU (Foto: Luigi Bongiovanni/Arquivo AT)