EDIÇÃO DIGITAL

Segunda-feira

20 de Janeiro de 2020

Praia Grande lança novo shopping que deve gerar 5 mil vagas de emprego na região

Proposta do Grupo Mendes será analisada, e a expectativa é que o Villamar Shopping seja inaugurado em 2024

A Prefeitura de Praia Grande recebeu nesta quarta-feira (15) o projeto de um novo shopping para a cidade. A proposta, do Grupo Mendes, será analisada pela administração, e a expectativa é que o Villamar Shopping seja inaugurado em 2024, gerando durante as obras entre 1.000 e 1.500 empregos diretos e indiretos. Com o espaço funcionando, essas vagas podem chegar a 5 mil, conforme Paulo Mendes, diretor do Grupo Mendes.

O shopping será erguido em uma área total de 160 mil metros quadrados localizada na Avenida Kennedy com as ruas Álvaro dos Santos e 1° de Janeiro, no bairro Vila Mirim. Calcula-se que o complexo abrigará quase 300 lojas.

Mobilidade

O arquiteto do Grupo Mendes, Roberto Saviello, detalha que o Villamar terá praça de alimentação para 1.500 pessoas e seis salas de cinema comportando, ao todo, mil espectadores. Porém, uma das maiores preocupações no projeto foi com a questão da mobilidade.

O arquiteto explica que o fluxo de saída do shopping foi direcionado para a Avenida Castelo Branco. Lá, haverá espaços específicos para linhas de ônibus, táxis e também veículos por aplicativo. Esse fluxo ainda evita um grande aumento de veículos na Avenida Presidente Keneddy, uma das principais da cidade. 

“Fomos muito rígidos em relação aos impactos urbanos do empreendimento. Precisamos criar sinergia para não travar a cidade e criar oportunidades para que novos empreendimentos se instalem”, frisa o prefeito Mourão.

Neste sentindo, Paulo Mendes afirma que o shopping fará com que vários modais convivam no mesmo espaço. “Estamos pensando o local como um equipamento de solução. Trazendo investimento e emprego, mas também soluções gastronômicas e de mobilidade, por exemplo”.

Hospital

Anexo ao prédio do shopping, estará o Hospital Sancta Maggiore, da rede Prevent Senior, com 120 leitos. A inauguração desta estrutura deve ocorrer posteriormente à do complexo comercial pela questão de complexidade técnica.

Para o prefeito Alberto Mourão, a vinda do hospital, ainda que privado, terá impacto positivo na rede pública de Saúde de Praia Grande. Com os leitos particulares existentes, somados a estes, o prefeito espera conseguir desafogar em até 30% o setor público de emergência. 

Isso porque, segundo Mourão, mesmo com plano de saúde, em um momento de emergência, o Pronto Socorro público é muito utilizado. Assim, uma nova estrutura, como a do novo hospital, poderá favorecer esse atendimento.

Tudo sobre: