EDIÇÃO DIGITAL

Sexta-feira

10 de Julho de 2020

Mourão apresenta plano para reabertura do comércio em Praia Grande

Prefeitura estabeleceu faixas de risco de contágio e pressão no sistema de saúde para orientar ações de flexibilização

O prefeito de Praia Grande, Alberto Mourão, se reuniu nesta terça-feira (26), virtualmente, com cerca de 70 empresários da cidade para debater uma estratégia de reabertura do comércio no município. O município atravessa o período de quarentena devido a pandemia de coronavírus. 

Conforme ele, o objetivo é construir de forma conjunta um plano para a edição de um decreto de flexibilização das atividades econômicas. Mourão ainda espera contribuições dos próprios comerciantes, mas destacou itens que considera “inegociáveis” para o que chama de reabertura inteligente.

Dentre essas exigências estão o distanciamento no fluxo de pessoas, o uso de máscara, higienização de espaços e pessoas e testagem de funcionários. A questão dos testes, porém, deve ser feita de forma coordenada na opinião do prefeito.

Mourão frisou que as empresas terão que ter o compromisso de acompanhar seus trabalhadores. “Apresentou síndrome gripal, volta para a casa e comunica a prefeitura para termos controle. Depois, manda testar. Se não tiver esse compromisso, vamos explodir de casos”.

Para traçar medidas específicas, será criada uma comissão para elaborar planos de reabertura especiais. Neste grupo, se encaixam atividades consideradas mais complexas diante do cenário de pandemia como academias, salões de beleza e cinemas, por exemplo. Mourão também quer discutir protocolos mais rígidos para bancos e lotéricas que, apesar de considerados serviços essenciais, causam preocupação por conta da possibilidade de aglomeração.

Uma conversa individualizada será feita com o setor da Educação. Segundo o prefeito, apesar de provavelmente não voltar imediatamente com a reabertura, o retorno de outros serviços exigirá um plano específico, principalmente, para as creches que terão a demanda das crianças de famílias que voltarão às atividades. 

Definição 

Para colocar em prática as ações a serem definidas, será preciso aguardar a decisão do Governo do Estado sobre a flexibilização das medidas de isolamento e também de uma reunião regional. Mas Mourão considera fundamental que a cidade tenha seu estudo e reconheça seu próprio cenário. Até por isso, a proposta apresentada ontem têm como base estudos e projeções da pandemia no município. 

PG aguarda decisão do Governo do Estado sobre a flexibilização das medidas de isolamento e uma reunião regional (Foto: Alexsander Ferraz/AT)

Estudo 

Conforme Mourão, debater a questão da reabertura no município só é possível por conta do cenário atual. Praia Grande fez estudos e projeções e traçou faixas de risco que servirão de base para a continuidade ou retrocesso das medidas de flexibilização.

Entre os dados que balizam as estratégias está a média de internação. Hoje, a cidade conta com 58 leitos de UTI (e outros 20 intalados que aguardam respiradores) e outros 260 leitos clínicos.

A taxa de ocupação de UTIs é de 18,86% e de leitos clínicos, 15,76%. Conforme os levantamentos, do total de casos positivos, 1,89% precisou de UTI e 11,57% de um leito comum. O dia a dia mostrou ainda que um paciente fica internado, em média, 16 dias nos leitos de UTI e oito, em leitos clínicos.

>> Confira a projeção de casos x internações em Praia Grande

Assim nos cenários traçados, projetando casos e internações, oito fases de risco, divididas em cinco grupos foram definidas. Nas duas primeiras, classificadas como brancas, se prevê 50 e 80 novos casos dia. Daí seguem as fases verde e amarela (100 e 120, respectivamente). As fases mais agudas se iniciam quando os casos por dia chegam a 140.

A partir daí, segundo Mourão, a pressão o sistema de saúde começa a ser grande demais. “Temos que fazer tudo com cautela. Não podemos chegar na linha vermelha. Se chegarmos na amarela, temos que rever atividades. Mas na reunião de hoje, os representantes se mostraram favoráveis a medidas rígidas como essas para a reabertura”, afirmou o prefeito. 

Tudo sobre: