EDIÇÃO DIGITAL

Terça-feira

22 de Janeiro de 2019

Mourão anuncia série de obras até o término de mandato em Praia Grande

Prefeito destaca trabalhos nas áreas da Saúde, Infraestrutura e Habitação

O prefeito de Praia Grande, Alberto Mourão (PSDB), prepara uma série de obras no município até o término de mandato. Com pouco mais de um ano para botar em prática as ações já que, segundo o próprio chefe do Executivo define, os últimos meses de governo pertencem a Lei de Responsabilidade Fiscal, o tucano destaca que o essencial é saber administrar o tempo.

Mourão falou sobre investimentos, principalmente, em áreas como Saúde, Infraestrutura e Habitação. Na primeira, o prefeito destacou a busca pela ampliação de leitos na rede pública e o aumento de exames e consultas em especialidades.

"Pretendo, nesses 18 meses, ampliar o hospital, propiciando a condição de aumentar 60 leitos novos, que vão gerar a capacidade de 4.300 internações/ano novas. Além disso, aumentar o número de atendimentos em especialidades. Devemos fazer 50 mil exames e consultas em especialidade a mais no primeiro semestre deste ano. Essa é uma das metas da saúde. E também mais uma Unidade Básica de Saúde no Boqueirão", relatou.

Na Habitação, o chefe do Executivo praiagrandeense citou a entrega de 1.601 títulos de regularização fundiária, que será realizada neste domingo (13). "Em 2019 serão 2.600 títulos, contando esses 1.601 desta semana. Vamos chegar a 4.800 títulos de regularização fundiária entregues neste mandato até o final desse ano", comentou.

Também há a previsão da entrega de 720 residências neste ano. "Além disso, tenho outros dois projetos habitacionais de 500 moradias para serem entregues até o fim de 2020", disse.

Alberto Mourão pretende ampliar o número de leitos em Praia Grande (Foto: Alberto Marques/Arquivo/AT)

Infraestrutura tem maior volume de obras

Alberto Mourão citou o maior volume de obras na área da Infraestrutura. Segundo o prefeito, todos as obras já tem recursos empenhados. Serão feitas duplicações da Avenida dos Trabalhadores, entre o Sítio do Campo e a Vila Antártica, e da Avenida do Cidadão, que percorre os bairros Ribeirópolis, Esmeralda, Samambaia e Melvi. A primeira tem um custo de R$ 20 milhões, enquanto a segunda está orçada em R$ 18 milhões.

O chefe do Executivo também apontou pavimentações em ruas do Melvi, com a cosntrução de um novo canal (R$ 15 milhões) e no Ribeirópolis, com a abertura de dois outros canais (R$ 18 milhões). Também serão feitas pavimentações em vias de bairros onde a rede de esgoto foi instalada como Jardim Real, Flórida e Imperador. Da mesma forma, será feito o recapeamento de ruas nos bairros Vila Sônia, Guaramar, Sitio do Campo e Glória.

Dois centros expandidos passam por trabalhos de urbanização. O primeiro, do Boqueirão, está na fase 3, com obras entre as ruas Paris e Tiradentes, e tem um custo de R$ 15 milhões. Já o segundo, no Ocian, abrange a área da Avenida Vicente de Carvalho até a Praça Dr. Roberto Andraus, com uma nova feira de artesanato, e um investimento de R$ 12 milhões.

Também são realizadas obras da Avenida Diamantino Cruz Mourão, entre o Esmeralda e Ribeirópolis, com as reformas da ciclovia, calçada e recapeamento da via. 

O tucano também falou sobre as obras de restauro na Avenida Beira-Mar. "Em torno de 12 quilômetros estamos trocando todo o piso do calçadão. Será um trecho com nova iluminação, feita com lâmpadas de led, colocação de câmeras de vídeo a cada 60 metros, substituição do mobiliário urbano, recapeamento de toda a avenida, da ciclovia e fazendo novos jardins. O recurso já está alocado e a obra está em torno de R$ 18 milhões", disse.

Outros trabalhos

Em outras áreas, Alberto Mourão anunciou, na Educação, o objetivo de ampliar colégios e o crescimento no número de vagas em creches. "Serão oito ou nove escolas. Além de gerarmos mais 2.129 vagas em creche. Temos, hoje, mil vagas. Devo entregar o mandato com 3 mil vagas. Devemos ter 400 ou 500 crianças na fila. Então, entrego com uma sobra de vagas no fim do mandato", apontou. Outra promessa é que todas as salas do ensino infantil contem com mesas interativas para os alunos já no ínicio do ano letivo em 2019.

O prefeito também destacou o aumento da coleta seletiva em todos os bairros, com o número de carros que fazem o serviço sendo dobrado e a inauguração de outros quatro ecopontos novos.

Praia Grande deve ter outros quatro novos Ecopontos instalados no município (Foto: Divulgação/Prefeitura de Praia Grande)

Além disso, o tucano pretende, ainda nesse semestre, iniciar a construção de um novo Centro de Especialização Médica na Praça das Bolas (Praça Integração dos Bairros), um Centro Oftalmológico e uma Casa de Acolhimento a deficientes que não tem família, criado estritamente para pessoas que moram em Praia Grande há mais de 5 anos.

Por fim, o chefe do Executivo ainda falou sobre um novo Centro de Referência de Assistência Social (Cras), na Vila Mirim, um outro Cras no Quietude, que também deverá receber um Centro Pop e um Abrigo Solidário. Assim como o Quietude, o Guilhermina também deve ser equipado com um Abrigo Solidário e um Abrigo Permanente construído na Vila Sônia.