Jovem é agredido dentro do Hospital Irmã Dulce e revolta família em Praia Grande

Thiago Barduco, de 19 anos, foi agredido por um paciente que dividia o quarto com ele

Um jovem de 19 anos foi agredido dentro do Hospital Irmã Dulce em Praia Grande. Thiago Barduco estava internado na área da psiquiatria, depois de sofrer uma crise depressiva, e foi espancado por um paciente que dividia o quarto com ele.

Clique aqui e assine A Tribuna por apenas R$ 1,90. Ganhe, na hora, acesso completo ao nosso Portal, dois meses de Globoplay grátis e, também, dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!

O jovem deu entrada no hospital no dia 30 de setembro e receberia alta no dia seguinte. Como foi internado na ala psiquiátrica não pôde ficar com um acompanhante.

Segundo a tia de Thiago, Michele Barduco, a família recebeu a informação pelo telefone no dia 1º de outubro. Por conta dos ferimentos, Thiago foi internado na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) por oito dias até apresentar leve melhora e ser transferido para a enfermaria, onde permanece.

Ainda segundo a parente, Thiago segue sem conseguir se comunicar e muito debilitado. Ela teme que ele adquira graves sequelas. Agora, os familiares do rapaz lutam para transferi-lo do hospital para obter outros tratamentos ou outra UTI.

“Thiago sempre estudou e trabalhou. Ele quer ser chefe de cozinha e essa situação atrapalhou tudo. Nós estamos muito abalados. Não estou conseguindo trabalhar direito e (a situação) está afetando bastante meu psicológico. A gente não deixa ele sozinho nunca dentro do hospital”, diz a tia do rapaz.

O paciente que agrediu Thiago recebeu alta e foi para casa, segundo a família do rapaz, e o caso foi registrado na Delegacia Sede de Praia Grande. A ocorrência deve ser investigada pela Polícia Civil.

O Hospital Irmã Dulce emitiu uma dizendo que o paciente está sendo assistido e que a situação foi um caso isolado:

 "A direção do Hospital Municipal Irmã Dulce esclarece que o paciente em questão segue recebendo toda a assistência necessária ao seu caso, tendo alta da UTI em 08/10, após apresentar melhora em seu quadro de saúde. Ele segue internado na unidade, acompanhado pela equipe de Neurocirurgia. A conduta médica adotada previa sedação ao paciente, que já está sendo retirada gradativamente, para avaliação de seu estado geral e continuidade de seu tratamento.

O Hospital lamenta o ocorrido, ressaltando que trata-se de um caso isolado, decorrente da ação individual de um paciente, apesar das medidas de segurança rotineiramente adotadas no local. Inclusive, um Boletim de Ocorrência foi registrado sobre o caso.

Os familiares do paciente estão acompanhando todo o tratamento e recebendo constantemente as orientações das equipes médicas quanto ao caso."

Tudo sobre: