EDIÇÃO DIGITAL

Terça-feira

12 de Novembro de 2019

Guarda Costeira apreende redes de pesca irregulares em Praia Grande

Órgão deverá ter reforço na fiscalização de área no Parque Xixová-Japuí, onde não é permitida a colocação do petrecho

A Guarda Costeira de Praia Grande apreendeu, somente em agosto, três redes de pesca irregulares na área próxima à costa do Parque Estadual Xixová-Japuí, onde não é permitida a colocação do petrecho.

De acordo com o inspetor Delfo Monsalvo, o caso mais recente aconteceu no último sábado (31), quando uma rede com cerca de 150 metros de comprimento foi encontrada no local.

“Trata-se de uma unidade de conservação, por isso a colocação de redes ali é proibida, para preservar a vida marinha. Há casos em que a rede é encontrada com animais, como tartarugas, presos à trama”, explicou Monsalvo.

Em outro caso recente, a rede foi encontrada com duas tartarugas mortas e uma viva, que foi encaminhada para reabilitação.

Monsalvo explicou, ainda, que as redes geralmente não contam com a identificação do pescador, uma exigência para a prática na região em áreas permitidas.

Devido a esses casos, o órgão, que integra a Guarda Civil Municipal (GCM) de Praia Grande, deverá ter reforço na fiscalização, que será intensificada por equipes técnicas da Fundação Florestal, gestora do parque.

O município firmou convênio com a Marinha do Brasil no ano 2000, quando a Guarda Costeira passou a exercer oficialmente a função de fiscalizar a área marítima da cidade.

Tudo sobre: