Barbeiro de Praia Grande reserva 'Dia da Beleza' para ajudar moradores de rua

Luiz Henrique Donda vai às ruas sem rumo certo, apenas observando em volta pronto para parar em qualquer lugar que tenha alguém precisando de corte de cabelo ou barba

"Tem alguém a fim de dar um tapa no visual?". Com esta pergunta, o barbeiro Luiz Henrique Donda, de 28 anos, transforma o dia e a autoestima de diversas pessoas em situação de rua em Praia Grande, no litoral de São Paulo. Toda segunda-feira, o jovem sai de casa sem rumo certo, apenas observando em volta pronto para parar em qualquer lugar que tenha alguém precisando de corte de cabelo ou barba.

 Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços! 

"Saio de casa com minha bolsa, minha máquina, minhas ferramentas de trabalho e escolho um lugar que vejo que tem gente. Pergunto quem quer e quem topar, eu corto", relata o barbeiro. De acordo com Luiz, a ideia da ação de solidariedade surgiu da religião dele: "Como nossa lei é fazer o bem sem olhar a quem, decidi começar como podia".

Para o barbeiro, uma das melhores partes da ação é ouvir o que as pessoas dizem durante o corte. "Eles falam 'esse é o meu momento', 'tenho direito de me sentir bem também'. É o momento deles se sentirem bem com eles mesmos, aumentarem a autoestima, se sentirem filhos de Deus, amados e próximos da humanidade", ressalta o jovem.

Luiz ainda explica que a população em situação de rua precisa de pessoas que não as julguem. "Independente de estarem na rua ou do que fazem da vida. Basta não julgar porque está na rua, porque não tomou banho, não comeu", relata. 

Desde que iniciou o serviço social, o barbeiro nunca tirou fotos da ação ou quis atenção. "Eu simplesmente ajudo ao próximo", explica. Porém, na última segunda-feira (1º), sua ação foi notada por outros olhos: "Uma moça passou e disse que iria fazer uma postagem no Facebook para incentivar. Ela perguntou se eu autorizava e eu aceitei", finaliza.

Tudo sobre: