Aulas em Praia Grande iniciam de forma remota na próxima segunda-feira

Com mais de 55 mil alunos matriculados, rede municipal prevê retorno gradativo

Mais de 55 mil alunos estão matriculados na rede municipal de ensino de Praia Grande. As aulas on-line seguirão os padrões estabelecidos no ano letivo de 2020, por meio da Plataforma Digital Educacional (PDE) e interação virtual com os professores, a qual maior parte dos alunos e docentes já estão familiarizados com a utilização.

Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!

A plataforma digital está disponível no site Cidadão PG e permite que os estudantes tenham acesso às atividades. De fácil navegação, o endereço eletrônico pode ser aberto por qualquer dispositivo, possibilitando também o download do conteúdo para uso off-line.

Além da plataforma digital, os alunos participarão de aulas on-line com o professor. Cada docente utilizará a plataforma virtual que estiver mais habituado para ter contato com os estudantes.

Com o início das aulas on-line, a Seduc realizará um diagnóstico dos alunos que não interagem na plataforma e a necessidade da entrega do material impresso para o estudo. Os pais e responsáveis, dos estudantes que realmente não têm condições de acesso à internet, poderão retirar esse material de forma gratuita na escola onde a criança está matriculada em data que será definida pela Seduc.

Preparação

De acordo com a prefeitura, para a retomada gradual das aulas os profissionais de educação estão passando por preparação. Reuniões de acolhimento com as equipes técnicas das 77 Escolas Municipais, como diretoras, supervisoras, pedagogas comunitárias e assistentes técnicos pedagógicos (ATPs) foram realizadas no último dia 25, além de palestra on-line no dia 29 sobre os cuidados relativos à Covid-19. As atividades foram ministradas pelo reumatologista, Eduardo Yabuta, para cerca de 200 profissionais de educação. Na última quarta-feira (3), os professores retornaram com reuniões on-line. Até o final desta semana, atividades de capacitação e acolhimento serão desenvolvidas com os docentes.

A Secretária de Educação, Maria Aparecida Cubilia, ressalta que o Plano de Retomada foi elaborado com responsabilidade pela equipe técnica pedagógica da Seduc, e passou pelo crivo do Comitê Técnico Cientifico da Secretaria Municipal de Saúde Pública (Sesap), atendendo as diretrizes preconizadas pelo Ministério da Saúde. “Este é um plano que vem sendo elaborado desde o ano passado, e passou por ampla atualização para atender as demandas do cenário atual. O objetivo da retomada gradual é de reduzir o déficit de aprendizado ocasionado pela pandemia, prezando pela saúde dos profissionais e alunos”.

Ensino híbrido

A partir de março está previsto o ensino hibrido (com aulas presenciais e on-line), de forma gradativa. Na primeira fase do Plano Municipal deverão ser atendidos com aulas presenciais alunos da educação infantil II, dos 1º, 5º e 9º ano do ensino fundamental, da EJA (Educação de Jovens e Adultos) com a presença de 25% dos estudantes em cada dia da semana, totalizando 100% dos alunos de segunda a quinta-feira.

Na segunda fase, prevista para abril, a presença passará para 50% dos alunos da Educação Infantil I e II, os 1º, 2º, 3º, 5º, 6º e 9º do Ensino Fundamental e EJA. Já a fase 3 deverá ocorrer em maio, quando houver o enquadramento da Cidade na fase verde do Plano SP, com 100% dos alunos em aulas presenciais, incluindo a educação Infantil I e II e Creche, educação especial nas Escolas Municipais de Educação Especial, dos alunos de inclusão que apresentam algum tipo de comorbidade, dos Atendimentos Educacional Especializado (AEE) e complementação educacional.

Cuidados

As escolas seguirão todos os protocolos sanitários, de higiene, distanciamento e contarão com tapete higiênico, álcool gel, realizarão aferição da temperatura, uso obrigatório de máscaras, distanciamento de 1,5 metro entre alunos em filas e salas de aulas, uso de copos e toalhas individuais pelos alunos. Os profissionais das unidades escolares terão máscaras face shield à disposição. Os recreios não terão mais o sistema self-service, a comida será servida aos alunos.

Nos dias em que não estiverem na sala de aula, os estudantes deverão participar das aulas on-line que serão elaboradas pelos professores dentro do horário destinado ao HTPI (Horário de Trabalho Pedagógico Individual) ou realizar as atividades impressas, no caso dos que não têm acesso à internet.

Pais ou responsáveis poderão optar pela permanência apenas no ensino remoto. Para isso, deverão assinar um termo de responsabilidade, sendo necessário que os alunos participem efetivamente das aulas.

Tudo sobre: