Após 'ressuscitar', idoso aguarda vaga para tratamento cardíaco em Praia Grande

Rubens Banhos, de 75 anos, precisa de internação especializada e um marca-passo

A família do senhor Rubens Calero Banhos, de 75 anos, aguarda há uma semana por vaga em um hospital da Baixada Santista para colocar um marca-passo com urgência. O paciente encontra-se na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Bairro Quietude, em Praia Grande, e espera a vaga pelo sistema CROSS, Central de Regulação de Ofertas de Serviços de Saúde.

Clique aqui e assine A Tribuna por apenas R$ 1,90. Ganhe, na hora, acesso completo ao nosso Portal, dois meses de Globoplay grátis e, também, dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços! 

Segundo o filho do paciente, Sérgio Roberto Alves Calero, o idoso precisou de massagem cardíaca durante o trajeto até a UPA. Ao chegar na unidade o idoso precisou utilizar um desfibrilador cardíaco para voltar a vida.

Nos primeiros dias de espera, Banhos estava em estado gravíssimo, mas mesmo após uma leve melhora no quadro, a família continua aguardando a internação em um leito para pacientes cardíacos “Parece não ter fim. A situação dele não é mais gravíssima, graças à Deus. Porém, ele precisa do tratamento cardíaco por ser um caso grave. Estamos com esperança de que agora saia (essa vaga), já que a UTI não conseguiu”, diz

Sérgio também conta que o problema não é o atendimento da UPA, que é bom, e sim a demora para conseguir a vaga - pois a unidade é um local de passagem e não de tratamento. Ele teme que o pai não resista à espera do tratamento correto.

Resposta

O Núcleo de Regulação da Baixada Santista informa que está em busca de leito de UTI para o caso da Sr. Rubens em serviços especializado - na região, a referência é a Santa Casa de Santos. No momento, ele permanece assistido no serviço de origem e os médicos da central monitoram seu caso. O serviço de origem será orientado quanto à transferência tão logo seja viabilizada vaga. 

Tudo sobre: