Prefeito de Peruíbe reclama da falta de policiais na cidade durante feriado

Luiz Mauricio (PSDB) afirmou que município não recebeu o aumento de policiais previsto para as cidades da região pelo Estado após solicitação do Condesb

O prefeito de Peruíbe, Luiz Mauricio (PSDB), usou suas redes sociais para reclamar sobre a falta de policiais militares na cidade durante o feriado da Independência. O reforço na fiscalização, principalmente na orla da praia, estava previsto pelo Governo do Estado de São Paulo após o Conselho de Desenvolvimento da Região Metropolitana da Baixada Santista solicitar o reforço

O chefe do executivo diz ter ficado durante todo o feriado prolongado em contato com o coronel Ricardo de Jesus, do comando regional da Polícia Militar, para atuar na cidade, mas a cidade não recebeu o aumento de policiais que estava anunciado.

O prefeito ainda levantou a questão das aglomerações que aconteceram em Peruíbe neste feriado. Em alguns pontos da cidade, grupos têm organizados os chamados ‘pancadões’, causando aglomeração e perturbação do sossego público.

“A PM atuou na medida do que era possível. Mas há três anos nós estamos pedindo aqui em Peruíbe que a operação fique até as 5h da manhã, porque se eles vão embora antes, a bagunça volta”, reclamou Luiz Mauricio.

“Foi prometido pelo Governo do Estado, porém não vimos isso acontecer aqui em Peruíbe. Sexta-feira (11) entrei em contato com o comando regional da Polícia Militar alertando sobre os possíveis problemas que viriam a ocorrer. Disseram que toda a ação estava planejada, mas vimos que o planejamento não estava dando certo. Agradeço por terem reavaliado esse planejamento”, completou.

Procurada por ATribuna.com.br, a Secretaria de Segurança Pública (SPP)  informa que, conforme anunciado na sexta-feira (04), 20 mil policiais foram mobilizados em no Estado para a Operação Independência, ainda em curso. Sem citar números, a pasta diz que "todo o efetivo colocado à disposição do 29º Batalhão da Polícia Militar do Interior (29° BPM-I) atua na operação". Essa unidade responde pelo policiamento em Peruíbe.

Ainda conforme a SSP, a "operação engloba ações integradas de patrulhamento de rodovias com a Secretaria de Logística e Transportes; apoio às fiscalizações sanitárias contra o coronavírus realizadas pelos municípios e órgãos de saúde; e combater a criminalidade e prevenir infrações".

Diz ainda que nas primeiras 24h da operação estadual resultou na prisão ou apreensão de 139 pessoas, 45 foragidos capturados. Mais de 13 mil veículos vistoriados e outros 64 motoristas autuados por consumo de álcool, por se recusar a fazer o teste do bafômetro ou dirigir embriagado. A PM também apreendeu 12 armas 54 quilos de drogas e recuperou 28 veículos produtos de roubo ou furto. O balanço final será divulgado nos próximos dias.

Tudo sobre: