Poder Público e Associação Comercial discutem novas regras do Plano SP em Itanhaém

Encontro teve como objetivo unir forças para buscar uma possível flexibilização do plano, e ainda cobrar do Executivo efetivas ações de controle e combate a disseminação do coronavírus

Representantes do Executivo e do Legislativo de Itanhaém se reuniram, na última quarta-feira (27), com a  Associação Comercial (ACAI) para tratar sobre as novas restrições dentro do Plano São Paulo. De acordo com a reclassificação divulgada na última sexta feira (22), pelo Governo do Estado, a Baixada Santista ficará na fase vermelha do Plano SP todos os dias úteis, entre 20h e 6 horas, e aos finais de semana e feriados durante todo o dia. Isso significa, que somente serviços essenciais poderão funcionar nestes dias e horários. Durante a semana, até às 20 horas, a região funcionará na fase Laranja.

Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!

Participaram do encontro o prefeito Tiago Cervantes (PSDB), secretários municipais, Vigilância Sanitária, Defesa Civil e os vereadores, além de membros da ACAI. O encontro teve como objetivo unir forças para buscar uma possível flexibilização do Plano São Paulo, e ainda cobrar do Executivo, efetivas ações de controle e combate a disseminação do coronavírus.

“Levando em consideração as informações que chegam sobre o aumento do número de casos, não podemos achar que restringir a atuação dos comércios seja a única saída eficaz para a diminuição”, afirmou o presidente do Legislativo Sílvio César de Oliveira (Solidariedade).

Silvinho Investigador, como é conhecido, ainda explicou a importância da fiscalização. “Atualmente o setor comercial é o que está sendo mais penalizado pela pandemia. Eles que estão pagando essa conta, e isso não é justo! Precisamos também intensificar a fiscalização para coibir as aglomerações, como acontece com os pancadões. Sem esquecer do uso de máscara, distanciamento social, restrição ao nível de ocupação e protocolos de higiene”.

Na oportunidade, o secretário de Desenvolvimento Econômico, Rogélio Salceda, explicou as novas regras e enfatizou que o Município seguirá as determinações do Estado. “As restrições impostas são válidas para todo o Estado e Itanhaém cumprirá com a sua parte. Estamos mantendo o diálogo com representantes do setor econômico para juntos buscarmos alternativas para o reaquecimento da nossa economia”, disse o secretário.

Ainda durante a reunião foram esclarecidas dúvidas sobre os dados da doença na cidade, no que diz respeito a quantidade de leitos disponíveis, e a campanha de vacinação. Nos próximos dias o grupo voltará a se reunir.

Tudo sobre: