EDIÇÃO DIGITAL

Sábado

23 de Março de 2019

Em clima de 2020, Carlos Cafema é eleito presidente da Câmara de Mongaguá

Após tumulto na última terça-feira, pleito foi realizado nesta quarta; Novo chefe do Legislativo fala que grupo irá comandar a cidade após as próximas eleições municipais

Com direito a torcida nas galerias da Câmara e com clima de "eleições 2020", o vereador Carlos Jacó Rocha, o Carlos Cafema (PRP), foi eleito como novo presidente do Legislativo de Mongaguá. Ele irá presidir a Casa pelo próximo biênio. Esta foi a segunda tentativa para se realizar o pleito no Legislativo da Cidade. A votação era para ter sido realizada na última terça-feira (1º), mas uma confusão terminou com a suspensão da sessão por falta de segurança.

Cafema foi eleito em votação apertada. O candidato, que representa a oposição ao prefeito Márcio Melo Gomes, o Márcio Cabeça (sem partido), venceu com sete votos. Houve um movimento do grupo da situação para eleger Luiz Berbiz de Oliveira, o Tubarão (SD), que terminou com seis votos.

O fato curioso é que o próprio parlamentar declarou voto no "oponente". "Em nenhum momento me seduziu isso", declarou Tubarão, ao anunciar o voto no representante do PRP.

A mesa será composta ainda por Ari da Operária (PP), como vice-presidente, Professor Alex (PSB), como 1º secretário, Luciano Lara (PTN), como 2º secretário e Tubarão como suplente.

Carlos Cafema presidirá Câmara de Mongaguá no biênio 2019/2020 (Foto: Arquivo pessoal)

Parabéns e clima em 2020

Com a nova Mesa Diretora sendo convidada a assumir o posto, os presentes nas galerias da casa cantaram "Parabéns a você" para o presidente eleito do Legislativo.

"Gostaria de agradecer, primeiro, a população. A população ajudou muito a gente. Deram apoio a esses homens de caráter. Aqui tem homens de caráter. Isso é para a gente ver que a política vem mudando a cada dia e a nossa cidade também vai mudar", declarou Cafema durante o discurso da vitória.

Após agradecer aos colegas demais colegas de Câmara, Carlos Cafema já visou as eleições em 2020, onde disse que irá apoiar o vereador Rodrigo Casa Branca (PSDB). O tucano comandou Mongaguá após a prisão do prefeito Arthur Parada Prócida e o afastamento de Márcio Cabeça. Além disso, o parlamentar também foi, extraoficialmente, o vencedor da eleição suplementar para prefeito do Município.

"Fico com esse grupo que vai comandar a cidade, que vai ganhar a eleição em 2020. Juro que eu não mudo de lado. Me mantenho até o final na oposição. Meu prefeito em 2020 é o Rodrigo Casa Branca e o Rafael Redó como vice", disse o novo presidente da Câmara.