Litoral Norte poderá ter plano de gestão de trilhas

“É a profissionalização do ecoturismo na região", diz a secretária de turismo de São Sebastião. Objetivo é a regulamentação e normatização de atividades

A Prefeitura de São Sebastião participa da elaboração de um plano de gestão de trilhas, que tem como objetivo a regulamentação e normatização de atividades de ecoturismo. O projeto é uma construção com a participação do Núcleo São Sebastião do Parque Estadual da Serra do Mar (PESM), em conjunto com o seu Conselho Consultivo, Associações Sebastianense de Ecoturismo e Turismo de Aventura, além de outros parceiros e apoiadores. 

Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!

Será realizada uma série de oficinas que tem por objetivo a construção coletiva de um ou mais modelos para a gestão de trilhas. Os trabalhos seguem nesta quarta-feira (13) com a 2ª Oficina de Uso Público e Construção Coletiva de Modelo Para Gestão da Trilha do Ribeirão do Itu - do bairro de Boiçucanga, na Costa Sul sebastianense. 

Esta segunda oficina será composta pela apresentação de dados compilados e triados a partir da primeira oficina, realizada em dezembro, além de ocorrer os encaminhamentos para a viabilização das ideias validadas. 

Daniel Mudat, secretário adjunto de Meio Ambiente de São Sebastião, destaca a participação do Governo Municipal, de forma permanente das discussões e tratativas junto a SETUR, Fundação Florestal e as associações de ecoturismo. 
 
“Nosso objetivo é viabilizar o termo de cooperação técnica entre a Fundação Florestal e a PMSS. Neste sentido, será realizada a segunda oficina para continuidade das tratativas e a SEMAM participará novamente”, afirmou. 

A secretária Municipal de Turismo, Adriana Balbo, classifica o trabalho como uma oportunidade real de desenvolvimento sustentável. “Trata-se da profissionalização do ecoturismo na região. Há um diálogo, entre diversos atores, para a construção de um modelo de gestão saudável e viável”, comentou a secretária. 

Estado

O gestor do Núcleo de São Sebastião do Parque Estadual da Serra do Mar (PESM), Leo Ramos Malagoli, considera vital a construção de um modelo de gestão de trilhas de forma coletiva. “A Prefeitura é integrante fundamental para avançarmos de forma positiva no desenvolvimento do turismo de aventura”, avaliou. 

De acordo com o gestor do PESM, trata-se de um processo que envolve muitos detalhes, e que tem como objetivo esse planejamento ser formalizado em uma minuta e apresentado ao prefeito Felipe Augusto. 

“O sucesso desse modelo de gestão, inicialmente para a trilha do Ribeirão do Itu, é a possibilidade de se tornar um decreto que regulamente essa trilha, que permita parceria público-privada, normas para contratação de guias, entre outros dispositivos que venham consolidar esse trabalho de ecoturismo”, considerou Malagoli.

Tudo sobre: