EDIÇÃO DIGITAL

Terça-feira

25 de Junho de 2019

Familiares se despedem de vítimas de acidente de ônibus de excursão em São Vicente

Sepultamentos de Luzia e Júlia dos Santos e Doriedson e Maria Ivonete Marcolino foram realizados na tarde desta terça-feira no Cemitério Municipal

Quatro das dez vítimas do trágico acidente envolvendo um ônibus de turismo um que tombou na Rodovia Floriano Rodrigues Pinheiros (SP-23), em Campos do Jordão, na noite de domingo (9), foram enterradas na tarde desta terça-feira (11), em São Vicente. Familiares e amigos participaram do sepultamento realizado no Cemitério Municipal de São Vicente.

Entre as vítimas fatais do acidente que foram enterradas estavam Luzia Alencar dos Santos e Júlia dos Santos, mãe e filha; e o casal Doriedson Ferreira e Maria Ivonete Marcolino. Os velórios tiveram início no período da manhã na Osan, em São Vicente, e os sepultamentos foram realizados a partir das 16h, ambos no Cemitério Municipal.

Saiba mais

>>> Feridos de acidente com ônibus de excursão são transferidos para a Baixada Santista

>>> Sobrevivente diz que motorista estava em alta velocidade e na contramão: 'Pedíamos para ele parar'

>>> Horário de retorno da excursão 'salva' casal de acidente com ônibus de Praia Grande

>>> Saiba quem são os 10 mortos em acidente com ônibus de turistas da Baixada Santista

Mãe e filha

Esposo viajou acompanhado de Luzia e Júlia em ônibus de turismo (Foto: reprodução/ Facebook)

Luzia Alencar dos Santos, de 32 anos, e a filha Júlia dos Santos, de três, estavam entre as vítimas fatais do acidente. O marido da auxiliar de uma clínica odontológica, Osvaldir dos Santos, estava entre os feridos e deixou o hospital para acompanhar o sepultamento de sua família.

O velório das duas também chamou a atenção devido a presença do gato de estimação da criança, chamado Ópera, que se escondeu no carro e foi até o velório junto com os familiares. O padrinho da menina, Jackson Menezes, explica que as duas eram muito apegadas e que Luzia poderia ser chamada de "supermãe" por sua dedicação e responsabilidade. 

Menezes conta que sua afilhada era muito apegada e que costumavam brincar juntos. "Entrar no quarto da criança e ver os brinquedinhos e roupinhas vai ser muito difícil", lamenta.

União

Casal não saía a sós há anos e viajou para comemorar o Dia dos Namorados em Campos do Jordão (Foto: Reprodução/ Facebook)

O companheirismo de Doriedson Ferreira, de 41 anos, e Maria Ivonete Marcolino, de 46, foi lembrado durante o velório do casal. Migrantes de Pernambuco,  eles estavam casados há 23 anos e moravam juntos desde que ela tinha 13. O casal autônomo sempre trabalhou junto e vendia lanches para trazer sustento a família. Eles deixam um filho de 22 anos e uma menina de 11.

O irmão de "Ivone" explica que familiares das vítimas, incluindo os pais e irmãos, vieram de Pernambuco para se despedirem do casal. "Há menos de 15 dias estávamos falando sobre a morte e ela nos falou que se um dia ele morresse, ela queria ir junto. E assim o destino quis", comenta.

O filho do casal, Edson Marcolino, explica que aquela era a primeira viagem dos pais sozinhos em anos. Eles decidiram viajar de última hora após a desistência de um casal. "Minha mãe queria muito essa viagem e tenho certeza de que ela aproveitou muito e foi embora feliz", finaliza.