EDIÇÃO DIGITAL

Segunda-feira

24 de Junho de 2019

Deputado pede soluções à Dersa a respeito do tempo de espera na travessia de balsas

Serviço é alvo de constantes reclamações de seus usuários. Tenente Coimbra (PSL) protocolou um requerimento cobrando a estatal sobre soluções e melhorias

Problema constante na rotina de seus usuários, o tempo de espera para a travessia de balsas entre Santos e Guarujá voltou a ser alvo de questionamento. Dessa vez, o deputado estadual Matheus Coimbra Martins de Aguiar, o Tenente Coimbra (PSL), protocolou um requerimento cobrando a Dersa, empresa responsável pelo serviço, sobre soluções e melhorias.

Atualmente, o site da Dersa informa que a empresa trabalha com 34 embarcações, entre lanchas e balsas, com capacidade operacional de 2.400 veículos por hora em cada sentido e que comportam o volume diário de 22 mil pedestres, 22 mil veículos, 11 mil ciclistas e 9 mil motos. 

Entretanto, as reclamações de usuários são constantes em relação ao tempo de espera para embarque. Neste mês, o tempo de espera do lado Guarujá para a travessia de carros chegou a superar a marca de 70 minutos.

O parlamentar questionou diretamente o atual presidente da estatal, Milton Roberto Persoli, sobre a quantidade e tipos de embarcações. Além disso, Coimbra pediu esclarecimentos sobre a periodicidade das manutenções e se existe alguma providência a ser tomada a respeito.

Além do serviços de travessia de balsas, a Dersa também é responsável pelo transporte de passageiros em barcas no trajeto entre Santos e Vicente de Carvalho. A estatal também opera serviços de transporte no Vale do Ribeira e Litoral Norte.

Tenente Coimbra enviou um requerimento à Dersa cobrando melhorias no serviço de balsas entre Santos e Guarujá (Foto: Divulgação)

Confira na íntegra a nota da Dersa:

O Governo do Estado já iniciou os estudos sobre a concessão do serviço de balsas hoje administrado pela Dersa à iniciativa privada. A meta é que o sistema comece a ser modernizado já a partir de 2020. A nova gestão da DERSA, que assumiu em janeiro deste ano, tem mantido dedicação integral no sentido de melhorar os serviços prestados aos usuários nas Travessias Litorâneas do Estado. 

Diante da realidade encontrada, com embarcações envelhecidas, está investindo na manutenção das embarcações. Já foram comprados novos motores e peças sobressalentes, com investimento de mais de R$ 10 milhões. Além disso, firmou contrato com uma empresa especializada na recuperação de motores, a fim de manter as unidades que ainda não requerem substituição em perfeitas condições de operacionalidade.

Cabe ressaltar que a Companhia tem trabalhado ainda para melhorar as informações prestadas aos usuários e mantém painéis de mensagens variáveis que informam o tempo estimado para embarque e a quantidade de embarcações em operação. O objetivo é possibilitar ao motorista escolha, eventualmente, de rotas alternativas.