EDIÇÃO DIGITAL

Terça-feira

19 de Março de 2019

Empresa 'falsa' divulga vagas de emprego no PAT de Cubatão

Posto de Atendimento ao Trabalhador da cidade cancelou contratações e lavrou boletim de ocorrência sobre o caso

Cerca de 130 vagas de emprego divulgadas pelo Posto de Atendimento ao Trabalhador (PAT) de Cubatão diziam respeito a uma empresa 'falsa' denominada 'Quality Serviços'. Segundo o PAT do munícipio, a 'empresa' traria 20 funcionários vindos de Cosmópolis, interior de São Paulo, para trabalhar na cidade.

Em nota, o secretário de Emprego e Desenvolvimento Sustentável, Marcos Espírito Santo, lamentou o ocorrido. Segundo ele, não houve fraude do PAT - responsável pela divulgação das vagas e captação de currículos. O secretário explicou que a 'empresa' não cumpriu com o acordo e trouxe 140 funcionários de Cosmópolis.

Os trabalhadores chegaram na última segunda-feira (11), ficaram hospedados em um hotel da cidade e teriam sido retirados do local pela manhã. Assim que foi notificada sobre a fraude, a secretaria entrou em contato com a Viação São Bento, que cedeu transporte para levar os funcionários de volta às suas casas. O secretário frisou que esse transporte não gerou custos ao município.

Um dos selecionados para trabalhar para a Quality Serviços foi Vinícius de Espíndula Malanima. Ele conta que o dono da suposta empresa teria usado um CNPJ falso, e chegou a contratar hotel para os funcionários e uma clínica para a realização de exames sem pagar pelos serviços.

“Ele (o empregador) contratou trabalhadores de Cubatão e de outras cidades da Baixada Santista e do estado. Pegou os documentos de todos e ficou com eles por mais de duas semanas. Sou um dos contratados que teve os documentos devolvidos pelo próprio PAT, mas sem garantia do que foi feito com esses documentos”, conta preocupado.

Com relação aos trabalhadores de Cubatão, após a divulgação das vagas pelo PAT, a 'empresa' enviou as cópias dos documentos desses colaboradores a uma empresa de Recursos Humanos de Praia Grande, porém não efetivou a contratação. Sendo assim, o Posto de Atendimento ao Trabalhador extinguiu o processo de contratação. A Comissão de Desempregados de Cubatão lavrou um boletim de ocorrência sobre o acontecido no 1º DP de Cubatão.

A Secretaria de Emprego e Desenvolvimento Sustentável revelou ainda que solicita o histórico de todas as empresas que realizam o pedido de mão de obra via PAT antes de divulgar as vagas pelo Posto.