EDIÇÃO DIGITAL

Quarta-feira

5 de Agosto de 2020

Contra coronavírus, infectologistas recomendam hábitos de higiene em dia

Médicos explicam quais atitudes no dia a dia ajudam a evitar a doença

Após a confirmação do primeiro caso do coronavírus no Brasil, nesta quarta-feira (26), pelo Governo Federal, é ainda mais importante que a população mantenha hábitos de higiene que são capazes de prevenir a doença. 

De acordo com o médico Alexandre Piva Sobrinho, professor de Infectologia da Universidade Cidade de São Paulo (Unicid), deve-se lavar frequentemente as mãos com água e sabão por, no mínimo, 20 segundos. Quando não houver sujeira, a utilização de álcool em gel é recomendável.

Também é importante cobrir a boca e nariz ao tossir e espirrar utilizando lenço descartável ou o antebraço, evitando, assim, usar as mãos. Elas, ao tocarem em objetos, podem espalhar o vírus.

Além disso, o médico alerta para que as pessoas não compartilhem itens de uso pessoal, evitem tocar os olhos, nariz e boca e mantenham os ambientes limpos e ventilados. 

Já o médico Paulo Rozental, da Vitta - empresa de tecnologia em Saúde -, afirma que o primeiro caso diagnosticado de coronavírus no País não significa, necessariamente, uma contaminação em larga escala.

Segundo ele, se a população e os órgãos públicos fizerem sua parte, é possível intensificar a prevenção antes que a doença se espalhe. Os cuidados devem ser adotados agora e, principalmente, no inverno, quando as pessoas costumam ficar por mais tempo aglomeradas em locais fechados.

Tudo sobre: