Você reclama

As cartas desta seção devem ser enviadas para o e-mail consumidor@atribuna.com.br. contendo nome, endereço, telefone, RG, CPF e o e-mail da empresa que é alvo da reclamação.

Terça-feira, 13 de fevereiro de 2018 

Carrefour e liquidificador

Minha esposa adquiriu um liquidificador modelo B1000, na cor vermelha, na loja do Carrefour, em São Vicente, no dia 07 de janeiro, conforme Nota Fiscal 422291. No dia em que fomos utilizá-lo ele veio a queimar, causando inclusive imenso susto a nós. Minha esposa entrou em contato com o Carrefour, tanto na loja do Praiamar, em Santos, onde houve maus tratos pelos funcionários do atendimento ao cliente, dizendo-lhe que deveria se dirigir ao Carrefour em São Vicente, onde adquirira o aparelho. Lá o tratamento foi mais civilizado, disseram-lhe que o prazo de troca havia ultrapassado em dois dias, quando na verdade foi perguntado ao vendedor por ocasião da compra sobre o prazo de troca, tendo sido dito que eram 30 dias. A visita de minha esposa foi exatamente no dia 03 de fevereiro, mas disseram-lhe ainda para que procurasse os seus direitos. O que mais impressiona a nós, consumidores, é que nunca temos razão, mas nós que acreditávamos nessa empresa agora, vamos, sim, procurar nossos direitos, pois o descaso do Carrefour para conosco é muito grande.

ÁUREA COELHO FERRAMENTA DA SILVA – SANTOS

Por e-mail o Carrefour foi cientificado, mas não se manifestou.

Vivo e cobranças

Sou cliente da Vivo há vários anos (TV por assinatura, telefonia fixa e 3 celulares). Jamais paguei uma dessas faturas com atraso! No dia 10/11/2017 recebi telefonema da empresa me oferecendo a troca de plano Vivo Controle (R$ 49,99) para pós pago para o meu celular. Vantagens: 100minutos locais para qualquer operadora, de 2 G para 3,5G e ligações ilimitadas de Vivo/Vivo etc no valor de R$ 66,28 mensais o qual aceitei. Perguntei para a atendente quando seriam cobrados os novos valores uma vez que a mesma informou que eu já poderia usufruir dos benefícios. Afirmou que só nas próximas faturas. Em dezembro recebi a fatura do período de 02/11 a 01/12/2017 no valor de R$ 49,99, fatura quitada em 12/12/2017! De repente passei a ter bloqueios nas minhas chamadas! Liguei em 10/01/2018 solicitando esclarecimentos. A atendente me informou que no sistema não estava registrado o pagamento da fatura de dez/2017. Informei que estava com a fatura paga! Ela disse então que era um erro do sistema. A linha foi liberada. Minha conta vence todo dia 17. Em janeiro não recebi nada e me bloquearam as chamadas. Então liguei para Vivo e fui informada que eu estava devendo as faturas de dezembro/2017 e janeiro/2018, nos valores de R$ 69,99 e R$ 84,94 por receber "Notícias do SBT! Nunca solicitei nada do SBT no meu celular, e contestei as pendências pois havia pago a fatura de dezembro/2017, e nunca havia recebido as faturas com os valores informados! Então expliquei que havia mudado o plano no dia 10/11/2017 que segundo a atendente só seria cobrado a partir de dezembro. O atendente informou que o plano Vivo Controle como estava no sistema no dia em que a tal atendente me ligou eu era obrigada a pagar todo o período embora não houvesse mais sua vigência! Questionei o absurdo e a falta de informação, nada disso me fora dito e ainda inventaram despesas pela Internet. Solicito à Vivo estorno dos valores residuais do plano anterior, pois fiquei com duas faturas do mês de dezembro do mesmo celular com planos diferentes e a não cobrança de juros da fatura de janeiro que não me foi enviada!

LILIAN APARECIDA GOMES PEREIRA – SANTOS

Situação foi regularizada 

A Vivo informa que a situação mencionada pela sra. Lilian Aparecida Gomes Pereira foi regularizada por outro canal de atendimento da empresa, em 02 de janeiro, sem ônus financeiros para a cliente. O ressarcimento do valor cobrado será lançado em conta com vencimento 17/03/18. Além disso, a empresa cancelou o serviço interativo, conforme solicitação da mesma. A sra. Lilian está ciente das providência adotadas.