SsangYong retorna ao mercado brasileiro em 2018 com quatro modelos

Montadora coreana seleciona Korando, XLV, Tivoli e Actyon Sports para reestreia no País

20/12/2017 - 12:16 - Atualizado em 20/12/2017 - 15:25

Actyon briga entre as picapes (foto: Divulgação)

Foi no final de setembro que a SsangYong anunciou não somente a volta ao Brasil como confirmou que quatro modelos chegam ao País a partir de janeiro. E a marca sul-coreana não quer saber de compactos. A marca trará dois crossovers, uma SUV e uma picape grande. Tudo a cargo da Venko Motors, do Grupo JLJ,que assumiu oficialmente a importação e a comercialização de veículos da montadora. 

E antes que esses modelos desembarquem no Brasil, a nova SsangYong trouxe algumas unidades para que os primeiros testes pudessem ser realizados. E o Jornal Motor não poderia ficar de fora. Aceleramos os quatro novos carros que chegarão logo. 

Mas antes de avaliarmos cada modelo, vamos detalhar melhor o que estará nas ruas do Brasil. Começamos pelo XLV. O SUV tem um motor 1.6 litro a gasolina (não é flex), com 128 cavalos de potência a 6 mil rpm e torque de 16,3 kgfm a 4.600 rpm. A transmissão AISIN automática é de seis velocidades e trocas sequenciais. A tração é 4x2 e o tanque tem capacidade para 47 litros de combustível. Tem 4.440 mm de comprimento, 1.800 mm de largura, 1.600 mm de altura e entre-eixos de 2.600 mm.

Por dentro tem bancos de couro, partida por chave presencial e ar-condicionado digital dual zone. O XLV terá preço entre R$ 90 mil a 105 mil. 

Tivoli

Já o Tivoli chega após três anos de pesquisas e desenvolvimento. O SUV compacto tem 4,20m de comprimento, 1,80m de largura, 1,59m de altura e entre-eixos é de 2,60m. 

O porta-malas tem capacidade para 423 litros. Vem equipado com motor 1.6 litro, gasolina, com 128 cavalos de potência a 6.000 rpm e torque de 16,3 Kgfm a 4.600 rpm. Inicialmente, a transmissão AISIN automática de seis velocidades e trocas sequenciais será a única opção oferecida no Brasil. 

A tração é dianteira 4x2. O modelo vem equipado com sistema de direção elétrica, partida por chave presencial (start-stop), bancos de couro e ar-condicionado digital dual zone. 

No quesito segurança, a lista de recursos inclui airbags para motorista e passageiro, controle de estabilidade e de tração, luzes diurnas de LED, entre outros. Será comercializado no Brasil a partir de 2018 com preço estimado entre R$ 85 mil a 100 mil. 

Korando

O crossover aumentou os índices de sofisticação. A cabine traz banco bipartido, com ajuste de inclinação e mais espaço para acomodar as pernas. Tem 4.410 mm de comprimento, 1.830 mm de largura, 1.675 mm de altura (1.710 mm com rack no teto) e entre-eixos de 2.650 mm, além de porta-malas de 486 litros.

Chegará equipado com sistema de propulsão turbodiesel 2.2 litros Euro VI que entrega 178 cavalos a 4.000 rpm e torque de 41 Kgfm a 1.400-2.800 rpm. A transmissão AISIN automática é de seis velocidades e trocas sequenciais. O tanque tem capacidade para 57 litros de combustível. O preço ficará entre R$ 135 mil a 150 mil. 

Com 4,44 metros, XLV entra no segmento das SUV's. (foto: Divulgação)

O crossover Tivoli é quase um XLV menor: tem 4,2 metros (foto: Divulgação) 

O outro crossover a caminho: Korando, em que a potência é o forte. (foto: Divulgação)

Veja Mais