Espaço e velocidade encontram harmonia no XLV, da coreana SsangYong

Nova SUV, um dos modelos que marcam o retorno da montadora ao Brasil, une conforto e potência

28/12/2017 - 11:39 - Atualizado em 28/12/2017 - 11:52

A propaganda em torno do XLV não é enganosa. Sobretudo no que diz respeito ao espaço interno do crossover. O modelo oferece um amplo espaço, independentemente de você estar nos bancos frontais ou traseiros. 

Antes de acelerar, é possível perceber um bom posicionamento dos retrovisores externos e uma central multimídia bastante interessante, com fácil manuseio. A posição de dirigir é encontrada facilmente. O ajuste do ar-condicionado exige um certo conhecimento do carro.

Veículo tem suspensão bastante eficiente e bom isolamento acústico (Foto: Divulgação)

É possível que quem entre pela primeira vez no XLV tenha dificuldades. Mas só no começo.

Acelerado, o crossover sabe extrair o máximo do motor. Em uma rodovia com pista dupla, onde é possível desenvolver melhor velocidade, ele é capaz de ultrapassar os 120 km/h sem maiores dificuldades. Portanto é prudente ficar de olho na velocidade para evitar acidentes... e multas!

Suspensão eficiente

Além disso, o XLV tem uma suspensão bastante eficiente, o que lhe dá um bom balanço. Sabe absorver as imperfeições do piso sem tirar o conforto dos ocupantes. 

O isolamento acústico também é bom e evita fortes ruídos externos. O modelo oferece ainda altos índices de segurança em curvas mais fechadas, que podem ser percorridas sem maiores dificuldades. 

Prestígio coreano

Ao mesmo tempo em que destoa dos demais modelos que chegarão ao Brasil no quesito segmento, a picape grande da SsangYong entra em um setor bastante concorrido, mas que eleva o prestígio de quem briga pelas primeiras colocações nas vendas. 

A Actyon Sports chega para concorrer com nomes consagrados, casos de Nissan Frontier, Toyota Hilux, Volkswagen Amarok, Mitsubishi L200 e Chevrolet S10. Tem atributos para incomodar, mas questões pontuais para melhorar.

A mais explícita é o balanço traseiro. Levada para a Estrada dos Romeiros (que corta cidades como Cabreúva e Pirapora do Bom Jesus), a picape não mostrou o melhor dos desempenhos nas curvas mais fechadas, mesmo com o 4x4 acionado. Era necessário evitar viradas bruscas para não sentir a traseira saindo do eixo, algo que não acontece, por exemplo, com a Frontier.

Motor garante segurança

Potência no motor não falta. Em retomadas, e na necessidade de uma ultrapassagem, o câmbio automático reduz os giros aos níveis ideais para a explosão, que acontece graças ao bom trabalho do propulsor. A manobra é executada com eficiência e segurança. O isolamento acústico é bom. Não houve a possibilidade de fazer a medição do consumo. 

O conforto interno também é bom. Mesmo se tratando de uma picape de grande porte, a Actyon Sports oferece boa visão ao condutor, que encontra a posição ideal para guiar sem maiores problemas. Para os ocupantes do banco traseiro o espaço não é dos mais generosos, mas não deixa a desejar.

Veja Mais