De volta ao Brasil, SsangYong anuncia modelos para 2018

Tivoli e Actyon Sports serão os primeiros produtos da marca; clientes antigos terão atenção especial

22/09/2017 - 19:46 - Atualizado em 22/09/2017 - 19:54

A SsangYong está de volta ao Brasil. O retorno acontece por meio da Venko Motors, do Grupo JLJ, que assume oficialmente a importação e a comercialização de veículos da montadora sul-coreana no mercado brasileiro. A representação oficial foi concluída em fevereiro, depois de quase um ano de negociações. O contrato de parceria vale por 10 anos.

A marca promete dois modelos para o início de 2018: O utilitário esportivo Tivoli e a picape média Actyon Sports. Além disso, terá uma atuação efetiva na Baixada Santista.

A SsangYong Brasil inicia suas operações com prioridade de resgatar a marca sul-coreana, que teve duas passagens pelo País, entre 1995 e 1998 e depois de 2001 a 2015, com a comercialização de 16.511 unidades.

“Nos últimos anos, a SsangYong passou por processos de modernização de suas unidades fabris e também de ocidentalização de seus veículos. Tivoli e XLV já foram premiados na Europa, o New Rexton foi apresentado recentemente em Paris, enquanto o Korando e o Actyon Sports passaram por importantes reestilizações. Com essa mudança de posicionamento da marca, esperamos conquistar o consumidor brasileiro”, afirma Gerson Pittorri, presidente da SsangYong Brasil.

 

O grupo assume as operações de importação e distribuição dos veículos, já com a experiência de ter representado a Chery, de julho de 2009 a julho de 2012, quando entregou a bandeira para a montadora chinesa, que decidiu construir fábrica em Jacareí (SP).

Entre a oficialização da importação e o início das vendas propriamente dito o grupo vai apresentar uma nova rede autorizada de concessionárias.

Quem vem

A SsangYong Brasil reinicia suas operações com a comercialização dos modelos Actyon Sports, Korando, Tivoli e XLV, todos em duas versões, cujos preços ainda não foram definidos. “Mas, podemos antecipar que os quatro modelos e versões terão preços muito competitivos, inclusive em relação a modelos fabricados aqui no Brasil”, afirma Gerson Pittorri. 

Nesta nova fase da marca sul-coreana, tanto a montadora como a empresa importadora vão priorizar a qualidade dessa rede, por meio da qual os consumidores finais terão melhor atendimento em vendas, assistência técnica e peças originais de reposição. 

 

“No primeiro ano, vislumbrar comercializar cerca de 3 mil unidades, por meio de 50 concessionárias full service até o final de 2018. Dessas, 16 pontos de atendimento são remanescentes das duas fases anteriores da marca no Brasil. Essas concessionárias foram selecionadas porque continuaram atendendo seus clientes, mesmo sem a atuação oficial da marca no País”, explica Pittorri. 

A marca irá também ‘abraçar’ aqueles consumidores que estão com seus carros dentro da garantia e necessitam da assistência técnica adequada. Claro que obedecendo a uma série de critérios. 

A meta da SsangYong no Brasil é vender 3 mil unidades no primeiro ano, inaugurando 30 concessionários em 2017 e alcançando 50 até o final de 2018. Destes, 16 são revendedores antigos. A marca sul-coreana terá um centro de distribuição de peças em Salto (SP). 

Veja Mais